terça-feira, 11 de maio de 2010

ANDEI Á MINHA PROCURA



Andei á minha procura
P'las ruas onde nasci
Percorri minha amargura
Da procura, nada vi

Fui procurar na alegria
No sonho, no sofrimento
Só encontrei foi tormento
De sonhos estava vazia

Então passei p'la saudade
P'la rua e p'lo meu jardim
Perguntei á mocidade
Se havia sinal de mim

Fui aos sonhos de criança
Mas sabia de antemão
Que qual fosse a lembrança
Me feriu o coração

Andei á deriva no mar
Destas minhas ilusões
Mas só sofri decepções
Pois não me fui encontrar

E nesta procura de dor
De tanto procurar enfim
Encontrei-te meu amor
No que restava de mim.

28 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

A eterna procura de nós mesmos,como a constante procura do amor.
Bjs

El ave peregrina disse...

Belo poema cheo de tristura...lembranzas de esa mocedade cargada de espinos que deixaron a súa ferida.

Eu quédome con :

"E nesta procura de dor
De tanto procurar enfim
Encontrei-te meu amor
No que restava de mim."

Un bico.

Sonhadora disse...

Minha querida amiga
também já me procurei aí...
Lindo poema

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Canduxa disse...

Belo poema...mas triste.
Há sempre momentos de procura por sonhos que não se realizaram. Mas quando é procura é feita dentro de nós...encontramos sempre o amor.

beijinhos

Maria Luisa Adães disse...

E depois de tanta canseira e desânimo, nessa procura por todos os recantos escondidos,
encontraste teu amor!

Bendita procura - sofredora, é certo, mas foi ao encontro do amor.

Remember me!

Maria Luísa

Andradarte disse...

'Encontrei-te meu amor
No que restava de mim.'

Mas certamente intenso....
Beijo

Maria Bettencourt Lemos disse...

Mais uma lufada de ar fresco...que refresca e encanta a alma, parabéns mais uma vez!
Obrigada pela sua visita e muito especialmente pelas palavras que me deixou.
Um abraço para si,
Maria Lemos

Helena Varandas disse...

Lindo poema amiga, bigado também pela visita, joquitas grandes
Helena

Faniquito disse...

Oii, querida !!!

Tão profundo e ....real !!!

É muito importante que não nos percamos...mesmo que doa, né.

Beijinhos

Ana

quicas disse...

Poema triste mas com final feliz, ainda bem: quando depois de muita procura é o amor que se encontra, valeu a busca!
Beijinho

Mona Lisa disse...

Olá

Belo poema onde a busca do amor é uma constante.

Bjs.

Vieira Calado disse...

Belas quadras!

O amor anda sempre por aí...

Beijoca

Graça Pereira disse...

Encontro-me sempre um pouco nos teus poemas...
Então passei p'la saudade
P'la rua e p'lo meu jardim
Perguntei á mocidade
Se havia sinal de mim....

Beijo amigo
Graça

Graça Pereira disse...

Encontro-me sempre nos teus poemas...

Então passei p'la saudade
P'la rua e p'lo meu jardim
Perguntei á mocidade
Se havia sinal de mim....

Que respostas obteria eu?

Beijocas
Graça

direitinho disse...

E nesta procura de dor
De tanto procurar enfim
Encontrei-te meu amor
No que restava de mim

Agradeço a tua visita e a possibilidade de vir também até aqui.
Achei este espaço maravilhoso. Não pela descoberta das palavras que todos sobejamente conhecemos mas pela arte de as enquadrar num pensamento que nos ajuda a procurar esse amor que ficou e que apesar de tudo nos dá a alegria do reencontro.

A.S. disse...

Muitas vezes precisamos nos perder para nos encontrarmos!...

Beijos
AL

Maria Soledade disse...

"E nesta procura de dor
De tanto procurar enfim
Encontrei-te meu amor
No que restava de mim"

Kida Rosa Branca,revi-me na TOTALIDADE do teu poema.Destaquei a última, talvez porque foi a que mais me tocou!Por vezes depois de uma enorme procura, já nada resta, ou muito pouco.No entanto, numa Rosa Branca aquilo que resta é demasiado puro, tem demasiada vida,um belo perfume e o amor está aí para ser...Amado!!

LINDO!!

Beijinhos minha kida e que nunca mais te percas, que nunca mais te vejas "obrigada" a encontrar...

Maria disse...

Simplesmente divinal, adorei!!!

"Poesia são pensamentos que respiram, e palavras que queimam." (Thomas Gray)

Tenha um excelente fim de semana
Bjs do tamanho do infinito
Maria

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Neste poema
as palavras estão
unidas a força do sentimento pleno.
Estamos a nossa procura sempre,
e de repente nos encontramos
em algo simples,
ou em uma pessoa valiosa,
que nos devolve a tudo que um dia
sonhamos em nos transformar.

Que a vida esteja plena em ti,
e que tenhas tempo de viver esta plenitude.

Laura disse...

Minha querida, quando nos encontrarmos um dia com as meninas que fomos, a nossa alma espelhará alegria por não nos transformamos naquilo que não somos...
aquele apertadinho abraço da laura...

Graça disse...

Ah! tão bonito o teu poema... com um percurso que tantas vezes fazemos, nessa procura de nós.

Querida Rosa, um beijo de carinho e bom fim de semana.

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Minha querida o seu blog. está um mimo, ó não fosse este o seu mês maio mês das rosas, que elas sempre brilhem com todo o esplendor de cores e deixem seu perfume em sua vida.
Beijinhos de luz e paz em seu coração

MIUÍKA disse...

Obrigada amiga,por visitares o meu blog,o teu está muito bonito,com poemas de encantar,gostei.
Um beijinho da amiga...Miuíka

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Boa Noite, querida! E como passaste o dia? Lindo poema, obrigada pela partilha.

*O amor é um grande laço,

um passo pr'uma armadilha

Um lobo correndo em círculos

pra alimentar a matilha

Comparo sua chegada

com a fuga de uma ilha:

Tanto engorda quanto mata

feito desgosto de filha

O amor é como um raio

galopando em desafio

Abre fendas cobre vales,

revolta as águas dos rios

Quem tentar seguir seu rastro

se perderá no caminho

Na pureza de um limão

ou na solidão do espinho

O amor e a agonia

cerraram fogo no espaço

Brigando horas a fio,

o cio vence o cansaço

E o coração de quem ama

fica faltando um pedaço

Que nem a lua minguando,

que nem o meu nos seus braços*

Jamais me esqueci/esqueço de ti
Beijos ***************
Na terceira tentativa!

Nilson Barcelli disse...

Versos ao estilo do costume com a qualidade habitual.
Gostei muito, como é óbvio.
Querida amiga, boa semana.
Beijo.

Brancamar disse...

E o amor surge sempre como o melhor de tudo o que a vida nos deu...

Beijos para ti Rosa Branca.
Adoro as rosas que tens por aqui.
Beijinhos
Branca

Maria Inês Teixeira de Queiroz Aguiar Marçalo disse...

"Encontrei-te, meu Amor, no que restava de mim..."
Excepcionalmete bonito!
Gosto muito da sua poesia-simples e com uma enorme força!
Um beijinho. É uma grande Poetisa!
Maria Inês

FG Arts disse...

Adoro visitar o seu blogue, têm imagens lindas.
Um beijo grande.
Filomena Guedes