quarta-feira, 17 de agosto de 2011

DESLIZO SUAVEMENTE


Deslizo suavemente
A mão pelo meu corpinho
Fico rubra em desalinho
Com uma mordida tão quente

Olho p'ra baixo e vejo
Aquele intruso porém
Sinto que o meu desejo
É eu morder-lhe também

Descarado ele então
Como se eu não estivesse a ver
Suga, lambe e vai morder
Sem minha autorização

Vejo-o ansioso, perdido
Fico a pensar na maneira
De ajudar na brincadeira
Daquele grande atrevido

Apanhei-o de chapão
Com malícia p'ra valer
E até senti prazer
De o ter ali na mão

Venci assim esta briga
De ser tão assediada
É que o mosquito duma figa
Foi morder-me na barriga
Que até me deixou marcada.

36 comentários:

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Fazer dum mosquito atrevido e descarado tema de poema malicioso é sinónimo de muito talento, para além de fino sentido de humor.
Quanto a mim, achei simplesmente delicioso; parabéns!

Beijinhos, bom resto de semana.
Vitor

Kim disse...

Oi Rosinha!
Este poema é um "trocadalho" muito bem conseguido.
E quando a imaginação é fértil e assaz maliciosa, tudo o mais vem por acréscimo.
Um beijinho para ti

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema lindo...com um final inesperado.
Mas sabes' Fizeste-me rir e adorei.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

as-nunes disse...

Ai o malandro do mosquito!

Mosquito duma figa?...por acaso os figos de pingo de mel estão muito saborosos, nesta altura.

Bjinho
António

N. Barcelli disse...

ahahahah...
Tiveste piada com este poema.
Coitado do intruso...!!!
Querida amiga Rosa, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Everson Russo disse...

Sedutora e sensual poesia,,,a maciez das palavras em desejos...grande beijo de bom dia pra ti querida.

Wanderley Elian Lima disse...

kkkkkkkkkkkkkk, adorei. Já estava pensando bobagem rsrsrs
Bjux

José disse...

Olá Rosa Branca!
Hoje tem sido um dia e tanto, ainda não me tinha rido, já ganhei o dia ter vindo aqui.
Também vim naquela embalagem até quase ao final.

Esse mosquito malvado
ainda bem que o apanhou
atão não é que o tarado
deixou o lugar avermelhado
no sitio onde ferroou

beijinho grande,
José.

Jorge Pimenta disse...

irónico, no mínimo, querida flor.
afinal, há aqui duas linhas semânticas que se cruzam sem nunca se tocarem, numa urdidura subtilíssima.
beijinho!

Everson Russo disse...

Um lindo final de semana pra ti querida amiga, muito amor, paz e poesia...beijos e beijos.

Mona Lisa disse...

Olá

Adorei o poema.

O humor "malicioso" do poema está sublime!

Parabéns!

Bjs.

Evanir disse...

Nem somando todas as minhas dúvidas e incertezas
não deixarei de seguir sempre em frente.
Não é duvidas que trago no meu coração,
mais uma convicção de que vencerei todos os obstaculos
que hoje paresse não ter fim.
Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem
perder o que temos de melhor em nós a fé
,,bem maior que temos em nossas vidas.
E isso não vou perder nunca.
Hoje só quero deixar muito amor e carinho
pois você mereçe tudo de bom
nessa vida.
Estarei aqui sempre que Deus me permitir
você tem contribuido para que
a cada dia me sinta mais forte.
Creio posso viver melhor
e muito mais feliz com seu carinho.
Deus abençoe seu final de semana beijos no coração,Evanir.
Muita paz no coração.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Se queremos progredir, não devemos repetir a história,
mas fazer uma história nova.(Mahatma Ghandhi)

Sonhadora disse...

Minha querida

Voltei para te convidar a tomar um chá comigo aqui:

http://rosanazul-rosana.blogspot.com/

Será um prazer.

Um beijinho
Rosa

Silenciosamente ouvindo... disse...

Mais um belíssimo blogue onde a
poesia mora. Sou amiga do Nilson
e tenho o gosto de ter alguns
poemas dele no meu http://sinfoniaesol.wordpress.com
onde também insiro poesia.
Um gosto ter conhecido seu blogue.
Irene

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Minha querida amiga, que imaginação fértil, malandro do mosquito, olha se ele mordia mais abaixo secalhar nem era preciso mata-lo, porque ele morria asfixiado, lol.
Adorei todos eles são umas prendas de valor ou tristes e dolorosos ou simples e com humor.
Grata muito grata minha doce e sempre amiga pelos teus tão ternurentos versos deixados no meu blogue, serás sempre aquela amiga que guardo do lado esquerdo do peito, beijinhos de luz paz e muito amor...

Maria Luisa Adães disse...

E no deslizar suavemente, eu aproveito e mando um beijo terno
e as minhas saudades.

Maria Luísa

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Krasivo. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

RosanAzul disse...

Queria Rosa, um imenso prazer te conhecer!
Gostei muito do teu blog! De muito bom gosto!
Aproveito para te agradecer o carinho da visita prestigiando a nossa querida amiga Rosa Maria!
Seja sempre bem vinda!
Te convido a conhecer meu outro blog!
Estarei te seguindo ok!
Abraços de paz e luz!
Rosana SOuza
http://rosanasouzanasasasdoanjoazul.blogspot.com

Maria disse...

Amiga Rosa que poema encantador. Que mosquito malandro, mas foi vencido.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

A.S. disse...

Ah!... mosquito safadinho!...:))


Beijos,
AL

O Profeta disse...

Um barco parado no cais de espera
Amarras soltas do frio ferro
Uma gaivota adormeceu sem penas
Uma criança chora no meio do aterro

Cheio de penas amarro a alma
Uma saudade arrocha meu peito
Sou um caçador de nuvens breves
Um romântico sem ponta de jeito

Um barco de papel perdido do norte
Roseira plantada num campo de pedras nuas
Uma casa perdida da sua cidade
Um labirinto feito de mil e muitas ruas


Doce beijo

Sonhadora disse...

Minha querida amiga

passando para te agradecer a presença e o carinho que me deixaste no chá da Rozana...sabes que a tua amizade é muito importante para mim.

Beijinhos com carinho
Rosa

Mário Margaride disse...

Olá amiga Rosa, tudo bem? Gostei muito deste teu deambular pela sensualidade...

está lindo!!

Beijinhos!

Mário Margaride (GIL MOURA)

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, adorei o poema...Espectacular....
Cumprimentos

Mara disse...

Boa Noite!
Meu Blogue “Lusofonia Poética“ está sendo Homenageado no Blogue “Um Farol Chamado Amizade”. Convido a todos para irem até lá e conhecer esse espaço cultural.
Sua visita me deixará muito feliz.

http://nuestramizade.blogspot.com/

Beijo,
Mara

Mário Margaride disse...

Querida amiga, passo por aqui, para te desejar um excelente dia de terça feira.

Beijinhos grandes...

Um brasileiro disse...

oi. tudo blz? estive aqui dando uma espiada. muito legal. gostei. apareça por la. abraços.

tossan® disse...

Muito bonito...Lindíssimo. bj

Marinha disse...

Adorei, querida!!! Senso de humor e talento com as palavras.
Bjooo

Mário Margaride disse...

Querida amiga

Passei por este lindo cantinho, para reler este caliente poema e desejar-te uma excelente noite!

Beijinhos...

Mário

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

As palavras
que fazem sorrir,
nos inundam de
alegria...

Viver é sentir os sonhos
com o coração.

Mário Margaride disse...

Querida amiga. Passei por este teu lindo cantinho, para te dar um beijinho e desejar-te um bom fim de semana!

Mário

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Há meu amor que carinho que me dedicas, mas acredita que é reciproco,
ou não visse eu em ti o maior bem da minha vida.
Desejo que toda a felicidade do mundo caia sobre teu tecto e, tua vida.
Que Deus tenha ainda guardado a rosa mais linda para te ofertar, beijinhos de luz e muita paz em tua vida...

Maria disse...

Passei para desejar um bom domingo e uma excelente semana
Beijinhos
Maria

Mário Margaride disse...

Querida amiga

Espero que esteja tudo bem contigo.

Desejo-te uma excelente semana com tudo de bom.

Beijinhos...

Mário

N. Barcelli disse...

Reli e continuei a gostar do teu poema divertido.
Beijo, querida amiga Rosa.