quarta-feira, 3 de novembro de 2010

É NOITE



É noite na minha alma e o meu sentir desperto
vagueia na procura de uma qualquer claridade.
Dispo-me da amargura contida e banho-me na doçura
de uma brisa que teima beijar-me a tez.

Amanhece em mim.
O Sol brilha, deixando transparecer a luz
que entra, formando brechas na parede da escuridão.

Não dei conta dos passos leves no sentir
que a brisa em mim desvanece.
Volto a ficar despida e, no silêncio de uma saudade,
abraço as tuas palavras, que escorrem em mim
como sorrisos doces.

É noite. Embora a escuridão persista,
a minha alma clareia na luz da tua doçura.
Suave vendaval de emoções, onde me deito,
para adormecer em mim o teu e o meu sentir.

21 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Um amor, mesmo que na lembrança, tem a capacidade de clarear a nossa vida.
Bjux

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Amiga estava mais familiarizada com o outro tipo de poesia, identificava-me mais.
O que não digo que este não seja lindo, mas eu acho-te mais o outro, mas continuo a dizer que este é muito lindo e quem muda Deus ajuda e acho muito bem, porque temos de evoluir, só tenho pena que também não faças o teu livro, pois bem o mereces, andam por aqui grandes escritoras que não chegam à tua sombra.
Beijinhos de luz e muita paz minha linda amiga

Vitor Chuva disse...

Olá, Roseira Branca!

Por vezes, é nas memórias que vamos encontrar as palavras doces e a ternura ausente, que então nos sabe tão bem ouvir - e que trazem um pouco de sol à penumbra em que habitamos.

Lindo poema.
beijinhos.
Vitor

Graça Pereira disse...

Apesar da noite...há a luz das emoções a doçura do amor! Ainda que em palavras, ainda que em lembranças...o amor verdadeiro faz milagres.
Lindo e doce este poema.
Mil beijos
Graça

C@urosa disse...

Olá querida, a noite sempre nos enfeitiçando, feita para o amor e os amantes, lindo seus poemas.
Paz e harmonia em seus dias.

forte abraço

C@urosa

Andradarte disse...

É bom ter emoções e a positividade virá...
Beijo

**-.♥Luis Perdigao♥.-** disse...

Adorei este espaço é muito digno de ser visitado, e a poesia maravilhosa.
Obrigado pela sua visita, voltarei sempre que possa e o tempo me permitir, abraços oceânicos.

aveiro meio sal disse...

Lindo quadro poético, donde ressalta uma panóplia de sentimentos e emoções que só os poetas, com a sua sensibilidade única, conseguem transmitir.
Gostei imenso.
Um beijo.

Janita disse...

Amiga Rosa-Branca, gosto da nova roupagem que deste a este poema.
Há ternura, muita sensibilidade como sempre e aquele toque de talento tão próprio de quem ama a poesia e através dela mostra o que lhe vai na alma.
Beijos com carinho.
Janita

Everson Russo disse...

Muitas vezes a noite nos revela muitas coisas...beijos de bom final de semana.

Daniel Savio disse...

Então é a luz da alma que a pessoa carrega, só para explicar esta luz de dentro...

Fique com Deus, menina Roseira Branca.
Um abraço.

Braulio Pereira disse...

a noite é dia para nós

alma iluminada


beijos!!!

Nilson Barcelli disse...

Diferente do habitual, mas nem por isso menos bom.
Gostei muito do teu poema, querida amiga.
Boa semana, beijos.

Elcio Tuiribepi disse...

Ola Rosa Branca...
Então...pelos comentários de seus leitores e amigos notei que aconteceu alguma mudança no seu estilo de escrever quanto a este poema, mas acredito que um poema seja coisa de momento e talvez por isso eles não tenham uma finita, podem mudar...de acordo com nossas mudanças...
Bonito poema...um abraço na alma
Bjo

MCampos disse...

Querida Rosa, um 'senhor' poema, de que eu muito gostei. Obrigada, pelas palavras que chegam ao meu 'canto'.

Um beijinho e resto de boa semana.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Que se passa meu amor, que não te tenho visto será que ficastes triste comigo ó andas noutras paragens mais belas?
Se foi a primeira peço mil desculpas, se foi a segunda te desejo o melhor do mundo.
Beijinhos de luz e muita paz.

Maria João disse...

E porque as noites sempre persistem, no alinhamento inevitável dos opostos, que a eles se alternem dias de sol e sorriso imenso, que aqueçam a alma e a preparem para chorar, de novo, quando as sombras a vierem desnudar novamente.
Gostei muito!!

Um beijinho Rosa-Branca e muito obrigada pelo carinho com que me brinda quando me visita.

Graça disse...

Rosa, apesar de muito gostar do que fazes em quadras e quintilhas... este género de poesia tem muito mais a ver comigo. Por isso, minha querida amiga, adorei!

Beijo de carinho.

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga Rosa Branca

Não compreendo, como quanto mais atento estou aos blogs, mas falho com minha presença.

Um belo poema como sempre. Adorei

Beijos

Alvaro

Nilson Barcelli disse...

Então querida amiga?
Por onde anda essa inspiração?
Boa semana, beijos.

Amor Encantos Telemensagens disse...

oi participa do meu blog amor encantos telemensagens.estou participando do seu