quinta-feira, 28 de outubro de 2010

QUERO



Quero fugir de mim não ser mais eu.
Quero olhar-me ao espelho, sem ver nele reflectida, toda a dor e toda a angústia de uma vida sem rumo.

Quero ver nascer o Sol no horizonte, e nele sentir todo o amor e toda a esperança que não tive.
Quero ler no vazio do meu ser, a dor que me vai na alma.

Quero gritar bem alto aos quatro ventos, a migalha que hoje sou.
Quero amar perdidamente, até agarrar toda a palavra e, nas minhas mãos abertas, esmagá-la contra o peito, dos que não sabem amar.

Quero ser ódio, amargura, tristeza, alegria,
Quero ser morte, quero ser vida,
Quero ser mulher perdida.
Quero ser tudo, tudo!

Só não quero ser quem sou...

18 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida


Quero ser ódio, amargura,tristeza, alegria
Quero ser morte
Quero ser vida
Quero ser mulher perdida
Quero ser tudo! tudo!
Só não quero ser quem sou.

Como este poema me tocou fundo, como eu queria amar e libertar-me de mim, deixar de ser quem sou.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Vitor Chuva disse...

Olá, Rosa Branca!

Há altura em que gostaríamos de ser o que não somos, estar onde não estamos; é um forte sentimento de rejeição, este.
Mas, de nós, também é possível aprendermos a gostar, e até acabar descobrindo que não somos aquilo que cremos que somos...

beijinhos.
Vitor

as-nunes disse...

Um hino à amargura?!...

A poesia é assim mesmo.
O poeta é um vencido?
Um vencedor?

Nunca se sabe

Bj
António

carlos pereira disse...

Um grito lúcido de vida emerge deste belo poema.
Gostei imenso.
Um beijo.

Wanderley Elian Lima disse...

Tem dias que realmente não estamos satisfeitos com o que vemos de nossa vida. O que nos resta, é termos a coragem de principiar a mudança, por mais que ela possa doer.
Bjux

"quicas" (joaquim do carmo) disse...

Olá, Rosa-branca! Este seu poema parece ser um grito de revolta à procura de um "eu" diferente, um desabafo perante realidade que não aceita!
Se toda a força que ressalta das palavras for canalizada para essa busca da identidade, tal missão, difícel, sem dúvida, terá garantido, estou certo, pleno êxito!
Beijinho

Mona Lisa disse...

Olá

Soberbo poema, onde "ouvi" um grito de angústia.

Bjs.

Everson Russo disse...

São tantos os quereres dessa vida,,tantos os caminhos que eles nos levam,,,beijos de bom final de semana.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Podes já não ser quem eras
mas tens um brilho profundo
és a rosa mais bonita
que desabrochou neste mundo

não troques aquilo que és
pelo que podias ser
ama-te aqui e agora
e deixa o tempo correr

Beijinhos de luz e muita paz

Jorge Pimenta disse...

pelo ambiente que se respira, pelo tecido que o enforma, pelos traços levemente melancólicos, sinto-me em casa.
um beijo!

Tére disse...

Olá amiga!
Hoje estás triste, melancólica,temos dias assim. Pensa nas coisas boas que tens, és uma pessoa maravilhosa, eu seu que és, acredita. Assim vais conseguir transformar-te no que desejas. Pensa com esperança no presente e futuro. Um grande beijo.

MeuSom disse...

Venho numa corrida, antes de sair para trabalhar,
dizer bom dia e deixar um beijo carinhoso.

Também pedir-te que pegues no carinho que tenho p'ra ti aqui:

http://decifrandomeusom.blogspot.com

que é um selo DARDOS, que podes oferecer aos teus amigos
apenas te peço, que se te apetecer, cliques na imagem e visites quem mo ofereceu.

Mais logo prometo voltar e recuperar todos estes meses ond há muito parei...

Beijo, tem sábado feliz

Eduarda disse...

Quando a tristeza nos bate à porta, queremos ser tudo e nada.

Palavras que saíram do mais profundo, num espaço que vale a pena revisitar.

fico fã.

bj

Nilson Barcelli disse...

Excelente poema, querida amiga.
E totalmente diferente do que tens escrito até agora.
Gostei imenso.
Beijos.

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga Rosa Branca

Me desculpe o atraso na minha visita, mas uma
fortissíma constipação me tirou a vontade de navegar por aqui, desde sábado.

Este poema, muito profundo, nos mostra um grito de revolta da alma. Essa pretensão
pode ser algo dificil mas não impossível.
Seu poema me emocionou, ao rever-me nele.
Que belo poema. há dor, sofrimento, emoção.
Para mim, a poesia tem muita beleza, quando expressa todo o sentimento de alma.

Beijinhos

Alvaro

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Daniel Savio disse...

Bonito, mas só uma observação, o problema não é ser vazio realmente, pois vazio quer dizer que também não tristeza...

Então, e a parte negativa que guardamos ao viver a nossa vida que temos de preocupar.

Fique com Deus, menina Roseira Branca.
Um abraço.

Beatriz Prestes disse...

Eloquente e intenso ao máximo!!
Poesia extrapolando!! Lindo demais!
Beijo carinhoso minha amiga
Bea