segunda-feira, 30 de agosto de 2010

NOS TEUS LÁBIOS DOCE MEL



Perdi-me na tua doçura
Nos teus lábios doce mel
E dos meus sonhos de papel
Eu fiz, carinhos ternura

Dos teus cabelos fiz laços
P'ra te enlaçar com ternura
Naveguei nos teus abraços
E desfiz a amargura

Deixei á porta esquecida
A dor e a minha saudade
E na minha alma perdida
Encontrei minha verdade

Cheguei até a esquecer
Que os olhos sabem chorar
Que alguém me fez sofrer
E até que deixei de amar

E neste estranho ensejo
Em contradição eu te espero
Quero-te e não te desejo
Desejo-te e não te quero.

19 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá
São as contradições do amor, querer e ao mesmo tempo ter medo desse querer.
Bjux

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo e triste teu poema, mas diz-me tanto.

E neste estranho ensejo
Em contradição eu te espero
Quero-te e não te desejo
Desejo-te e não te quero.

Como sei do que falas.

beijinhos com carinho
Sonhadora

El ave peregrina disse...

Beleza de palabras leva este poema, o amor é contradición, amas desesperadamente...e o instante odias...é coma un xogo a dúas bandas...Aínda que penso que o verdadeiro amor da todo polo todo e non mágoa.

Un bico,Rosa-Branca.

Luís Coelho disse...

Um poema bonito, um pouco sensual mas sobretudo sentimental.

Andradarte disse...

Quero-te e não te desejo
Desejo-te e não te quero.

Contradições permanentes no amor...

Beijo

joaquim do carmo disse...

Lindo poema, simples e sensual, vogando embalado nas contradições do amor...!
Beijinho

Maria Valadas disse...

Minha querida Rosa, belíssimo poema e só quem ama,faz brotar palavras de amor de encanto e desencanto.

Adorei!
Revi- me nele!

Beijinhos.
Maria

Isa disse...

O "físico" e o "espiritual", a luta dentro do próprio Amor.
Beijo.
isa.

Mona Lisa disse...

Olá

Um poema soberbo, mas magoado!

O amor sofrido!
Senti-o meu!

Bjs.

Graça Pereira disse...

Ola minha Querida
Mas o amor é contradição
neste quero..mas não quero
Fica doido o coração
E só diz: Mas eu espero!

Já tinha saudades das quadras...sempre belissimas!
beijo
Graça

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Já tinha saudade das tuas quadras...

O amor é contradição
Quero...mas não quero
E o pobre do coração
Só diz: eu espero!

Mil beijos
Graça

BRANCAMAR disse...

Gostei de voltar ao teu espaço e encontrar versos lindos de saudade e amor.
Deixo beijinhos.
Branca

Isa disse...

Esta 5ª feira tem um miminho para si, no
isa-momentosmeus.blogspot.com
Com carinho.
Beijo.
isa.

Janita disse...

Olá querida amiga.
Depois desta longa ausência, acredita que já sentia saudades dos teus belos poemas.
O amor tem destas contradições, diz não quando quer dizer sim, mas penso que quando diz sim é mesmo sim a valer, ou não será?
Um beijinho grande minha amiga.
Janita

Nilson Barcelli disse...

Mais um belíssimo poema, querida amiga.
Onde o amor fala mais alto... apesar dos quereres e dos desejos baralhados...
Bom fim de semana. Um beijo.

sonho disse...

Contradições...não do amor...mas sim de sentimentos...
Beijo d'anjo

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

Minha querida mais um maravilhoso entre tantos, a vida por vezes é tão complicada que só queremos o que não está ao nosso alcance.
E de outras vezes depois de termos alcançado deixamos ir embora sem mais luta.
Beijinhos de luz e paz

Daniel Savio disse...

Bonito, mas não dá parar amar e não querer...

Fique com Deus, menina Roseira Branca.
Um abraço.

poesias maria do carmo disse...

muito lindo seu poema,cada dia me surpreendo mais com os poetas que fico conheçendo,vcs são fantásticos,parabéns.