terça-feira, 7 de setembro de 2010

NO CALOR DOS BRAÇOS TEUS



No calor dos braços teus
Quero viver e sonhar
E nos carinhos dos meus
Quero que escutes o mar

Juntinho ao teu coração
Fecho os olhos p'ra não ver
A loucura que a paixão
Deixa meu corpo a arder

Navego na minha ousadia
Desfigurando o sentir
Dedilho com alegria
O teu corpinho a dormir

Acorrento minhas marés
Só para tu não saberes
Que te quero, como és
Mesmo sem nada escreveres

Mas foi nesse teu sentir
Que a minha alma lavei
E vi meu desejo a abrir
Com ardor que nem eu sei

E na lareira dos sentidos
Eu vou arranjar maneira
De viver sonhos perdidos
Contigo nessa fogueira.


20 comentários:

Savi disse...

Olá amiga
Admiro muito a sua veia poética,sempre com poesia que enaltece o amor,assim como os gifs que compõem o post e este é mais um belo exemplo.
Beijinhos,continuação de uma semana tranquila.
Savi

Wanderley Elian Lima disse...

Um poema cheio de amor e desejo. Amar é mágico.
Bjux

Cadinho RoCo disse...

Na fogueira do amor a transpiração do carinho.
Cadinho RoCo

Vozes de Minha Alma disse...

Amiga, bom dia!
Com essa estrofe:

"E na lareira dos sentidos
Eu vou arranjar maneira
De viver sonhos perdidos
Contigo nessa fogueira"

Quero dizer que a poetisa fez aquecer meu coração nessa fria São Paulo de hoje...
Me debruço à janela daqui de casa, e vejo uma fina garoa, lavando minha alma...
Beijos.

Vozes de Minha Alma disse...

Amiga, bom dia!
Com essa estrofe:

"E na lareira dos sentidos
Eu vou arranjar maneira
De viver sonhos perdidos
Contigo nessa fogueira"

Quero dizer que a poetisa fez aquecer meu coração nessa fria São Paulo de hoje...
Me debruço à janela daqui de casa, e vejo uma fina garoa, lavando minha alma...
Beijos.

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

No meu peito trago amor
nos meus olhos a certeza
nas minhas mãos uma flor
para te dar minha princesa.

Beijinhos também te dou
de carinho e amizade
de para iluminar
e te dar claridade

Xau minha doce rosa branca

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

Amiga voltei para te dizer que tem selinho de amizade no lamentos, é a minha mão segurando as flores para ti.

Tére disse...

Olá amiga! Mais uma vez, depois de ler o que escreves fico a sonhar!... Adoro o que escreves. Parabéns. Beijos.

Lídia Borges disse...

Parece chamar o Inverno para o aconchego de uns braços apaixonados.

L.B.

quicas (joaquim do carmo) disse...

É esse "Que te quero como és" que, verdadeiramente, alimenta a fogueira! E, à lareira, venham muitos invernos assim!
Beijinho

Everson Russo disse...

Todos nós queremos viver nos braços quentes do amor...beijos querida...bom dia pra ti.

sonho disse...

Não há frio que resista a tanto calor do amor....:)
Beijo d'anjo

Nilson Barcelli disse...

Mais um magnífico poema.
Gostei.
Beijos, querida amiga.

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo como sempre o teu sentir, que me diz tanto.
Estou recebendo os amigos ,comemorando um ano de blogue, e considero-te minha amiga.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Mona Lisa disse...

Olá

Um poema aquecido pelo amor!

Adorei!

Bjs.

Maria Soledade disse...

Olá Amiga:Que nunca se apague a chama dessa fogueira.Para que se mantenha sempre acesa basta basta a força do Amor!

Adorei.Um poema lindo, todo ele, mas ressalvo a estrofe que mais me tocou...

"E na lareira dos sentidos
Eu vou arranjar maneira
De viver sonhos perdidos
Contigo nessa fogueira"...

Beijinhos e até um destes dias

MUUUUUUUUAAAAAAAAHHHHHHHH*********************

Kim disse...

Oi Rosinha
A poesia e as rosas andam sempre de mão dada.
Parabéns pela profundidade do sentimento que é o amor e que tão bem retratas.
um beijinho

Daniel Costa disse...

Rosa-Branca

O calor é o que se transforma em ardor, donde brotará o amor. Esse amor que o belo poema refere.
Beijos

Daniel Savio disse...

Bonita a poesia, mas amor é algo mágico partilhado entre duas pessoas...

Fique com Deus, menina Roseira Branca.
Um abraço.

Nilson Barcelli disse...

Passei para te desejar boa semana, querida amiga.
Beijos.