segunda-feira, 5 de abril de 2010

SE EU TIVESSE UM AMOR




Se eu tivesse um amor
Decerto seria o vento
Ele enxuga meu lamento
E acalma a minha dor

Me diz, que com teu amor
Eu passo a vida a sofrer
Mas eu, não tenho querer
Pois só o meu coração
Me diz quem quer ou não
E assim me obriga a viver.

Em sonhos, o meu querer
Nos dias de nostalgia
Te amava com alegria
Me deitava no teu leito
Enroscada no teu peito
Te amava até ser dia

Sem mágoa, sem nostalgia
Sem lamentos, sem dor
Se eu tivesse um amor
Era a ti vento, que eu queria.

16 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá Rosa-Branca

Que belo poema!
Se eu tivesse um amor, seria o vento.
Não creio que uma rosa-branca não tenha um amor. Como não creio que se o tivesse, quisesse o vento. Para onde iriam sua lindas
pétalas? rs
Adorei o poema.

Beijos

Alvaro

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo e triste o teu poema, falou-me à alma...adorei.

Beijinhos
Sonhadora

Gil Moura disse...

Lindíssimo poema minha amiga...

Adorei estas belas palavras!

Uma excelente semana com tudo de bom.

Beijinhos

Mário

Wanderley Elian Lima disse...

Infelizmente a gente não manda no coração. Quando menos espera o amor acontece, aí não se tem mais nada a fazer.
Beijos

Maria Bettencourt Lemos disse...

Como sempre saio daqui fortalecida ...pelo que leio..os meus Parabéns pela sua Grandeza que é imensa!
Um abraço e uma optima semana,
Maria Lemos

Nilson Barcelli disse...

Vento de sorte...
Querida amiga, gostei imenso do teu poema. bem estruturado e bem escrito. Parabéns.
Beijos.

Mariana disse...

Lindo...
acredites que uma hora o amor chegará, deixe o coração aberto para recebê-lo.

Maria Valadas disse...

Minha querida,

Gostei imenso do poema, bem concebido e mt bem escrito.

Parabéns.

Beijos.

Janita disse...

Olá amiga Rosinha.
Parabéns por mais este belo e enternecedor poema. Gostei muito.
Se me permites, gostaria de te deixar uma quadra que o teu lindo poema me inspirou.

Se eu pudesse escolher um Amor
Seria o Luar o meu eleito.
Belo, poético, sonhador...
Guardá-lo-ia, eternamente, no meu peito.

Um grande beijo e mais uma vez, parabéns.

sonho disse...

O amor não se procura... encontra se de certo um dia encontraras o teu...:)
Beijo d'anjo

Graça disse...

amar o vento... como quem ama as palavras que voam sentimentos


beijo de carinho, querida Rosa... gostei muito do poema

FERNANDINHA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA AMIGA, MARAVILHOSO POEMA... SUBLIME!!!
QUE O VENTO TE FAÇA SEMPRE FELIZ.... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Valvesta disse...

Querida rosa com certeza tens esse lindo amor, teu perfume acarinha os amigos, obrigada por suas palavra, beijos.


**Na neve, no meio do nada, um ato de coragem

Certa lenda conta que estavam duas crianças patinando em cima de um lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam sem preocupação. De repente, o gelo se quebrou e uma das crianças caiu na água. A outra criança vendo que seu amiguinho se afogava debaixo do gelo, pegou uma pedra e começou a golpear com todas as suas forças, conseguindo quebrá-lo e salvar seu amigo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
- Como você conseguiu fazer isso? É impossível que você tenha quebrado o gelo com essa pedra e suas mãos tão pequenas!

Nesse instante apareceu um ancião e disse:
- Eu sei como ele conseguiu.

Todos perguntaram:
- Como?

O ancião respondeu:
- Não havia ninguém ao seu redor para dizer-lhe que ele não seria capaz.

Nunca dê ouvidos aos que não tem a intenção de te ajudar ou te querer bem.
Se Deus é por nós, quem será contra nós???

Maria L. Bózoli disse...

"Carinho é :

Afago na alma
colorindo as paredes do dia ...
São gotículas
de sorrisos,
porções de alegria."

Linda noite de Sábado. Beijos!

Mona Lisa disse...

Olá Rosa

Hoje passei só para agradecer o carinho que deixaste no meu blog no dia do meu aniversário.

Obrigada.

Bjs.

Lisa

a magia da noite disse...

seria sempre uma boa escolha