segunda-feira, 12 de abril de 2010

QUADRAS SOLTAS



Risco os sonhos, sonhando
Risco saudades, partidas
Sem lápis eu vou riscando
As mágoas da minha vida.

No meu destino, sem norte
Neste caderno sem par
Eu traçei a minha sorte
Nas linhas do meu penar.

Eu dissolvi a amargura
No rio, na água corrente
Tento fazer de mim gente
Plantando na alma ternura.

P'ró cimo d'uma colina
Atirei o meu olhar
Joguei os sonhos no ar
E voltei a ser menina.

Quem pensa que leva sempre
A água ao seu moínho
Esquece que a água corrente
Também fica p'lo caminho.

Mói o trigo, faz farinha
O moínho sempre a rodar
Assim roda a minha vida
Á volta do meu penar.


Passaram os dias, loucura
Não vi o tempo a passar
Agora eu ando à procura
Dos dias para contar.

Cai a chuva miudinha
Vai caindo até mais não
P'ra lavar a alma minha
Em lágrimas de solidão.

24 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida
Um lindo poema...adorei.


Cai a chuva miudinha
Vai caindo até mais não
P'ra lavar a alma minha
Em lágrimas de solidão.

É como eu me sinto também.

Beijinhos
Sonhadora

Wanderley Elian Lima disse...

Um belo poema, cheio de lirismo, saudade e solidão.
Beijos

Andradarte disse...

Moi o trigo, faz farinha......este
o meu escolhido...
Beijo

Faniquito disse...

Oi, amiga !!!

Quadras soltas e com muito, mas muito sentimento. Partilho contigo parte deles.:)

Lindo e abençoado dia p/ vc

Beijinhos

Ana

Luares e Neblinas disse...

Será que meu comntário seguiu?

Luares e Neblinas disse...

Oi amiga, o comentário não foi, eu havia escrito que adorei entrar aqui, pois li algo que tem muito do momento que estou vivendo.
E te agradeço por isso, já que emocionei-me ao te ler.

Eu dissolvi a amargura
No rio, na água corrente
Tento fazer de mim gente
Plantando na alma ternura.

Lindo isso, tão lindo que me encantou o coração.
Beijos de amizade.

Maria Bettencourt Lemos disse...

Intenso...Cirurgico e Real!!!
Os meus parabéns!!!
Um grande abraço e uma optima semana para si,
Maria lemos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo, Rosa!
Parabéns!
*********
Para ti, que crê no mesmo que eu!
*Creio no incrível, nas coisas assombrosas, na ocupação do mundo pelas rosas, creio que o Amor tem asas de ouro.
Natália Correia*

Boa Noite!
Durma bem!
Beijos
Renata

Nilson Barcelli disse...

Dentro do género, é da melhor poesia que vejo pela net.
És tu e uma certa pessoa que também conheço...
Beijos.

Gil Moura disse...

Querida Rosa

Belíssimas quadras!

Se são soltas ou não são
É dificil de dizer
Que falam com o coração
Isso digo com prazer.

Beijinhos e bom fim de semana!

Mário

a bater

FOTOS-SUSY disse...

OLA ROSA, BELISSIMO POEMA...LINDAS QUADRAS...ADOREI...QUE TENHA UM FELIZ FIM DE SEMANA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

VANUZA PANTALEÃO disse...

E essa chuva miudinha cai no nosso coração...

Rosa Branca, admiráveis versos...

Adorei!
Perfumado final de semana, amiga!!!Bjsss

Alvaro Oliveira disse...

Olá Rosa-Branca

Lindo poema este Quadras Soltas, que adorei.
Amiga passe em meu blog para receber o premio
TALENTO POETICO, que tenho para si na barra lateral.

Beijos

Alvaro

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Penso que a vida é este rio
que tudo dissolve e tudo leva,
Sorrisos e tristezas,
Alegrias e dores.
Mas este rio também rega as sementes,
e outras sentimentos nascem em nós,
com outras cores e sentidos.

Uma linda semana para ti.

Graça disse...

Quadras soltas, no enlaçar dos sentimentos... gostei muito, Rosa.


Um beijo para o teu domingo.

Valvesta disse...

OLÁ QUERIDA,SEU JARDIM NOS ENCANTA, DEIXO UM ABRAÇO COM VOTOS DE UMA MARAVILHOSA SEMANA,HUM CHEIRINHO DE ROSAS...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oi, minha Rosa, estou num semi-retorno, ainda não estou boa, mas sou e estou.
Beijosssssss
Muito obrigada, querida, pela força.
***********


Ora ( direis ) ouvir estrelas!
Certo, perdeste o senso!
E eu vos direi, no entanto
Que, para ouví-las,
muitas vezes desperto
E abro as janelas, pálido de espanto

E conversamos toda a noite,
enquanto a Via-Láctea, como um pálio aberto,
Cintila.
E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas?
Que sentido tem o que dizem,
quando estão contigo? "

E eu vos direi:
"Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e e de entender estrelas!
Ouvir estrelas
Olavo Bilac

Renata

Pelos caminhos da vida. disse...

Hoje à partir das 18hrs meu blog:

Pelos Caminhos da Vida,(http;//anamgs.blogspot.com)

estará participando da COPA BLOG, venho por meio dessa msg pedir um voto pra vc, a votação vai até o dia 21/04, o site para entrar e votar é esse aqui;

http://dado.pag.zip.net/

Caso vc não consiga acessar o site através dessa mensagem, no final do post meu tem o site e por lá entra direto.

Obrigada.

beijooo.

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA ROSA ESTÃO MAGNÍFICAS, ESTAS LINDAS QUADRAS... QUE TENHO UM FELIZ DIA...ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belo poema...Espectacular....
Beijos

Braulio Pereira disse...

obrigado pelo teu carinho vim dar-te o meu bejinho..estou cuiando as minhs rosas.. olhando o luar. saudades de ti ternura...

beijos...

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Oi meu bem adorei os versinhos, adorei vir aqui este cantinho cada dia está mais amoroso, obrigado de coração, beijinhos de luz e paz

Gaspar de Jesus disse...

Olá Rosa Branca

"...P´ro cimo d`uma colina
Atirei o meu olhar..."

Parabés amiga e obrigado pela visita e comentário.
Bjs
G.J.

quicas disse...

Belas "quadras soltas" presas, porém, nas pétalas desta "Rosa Branca" por demais triste, chorosa! Melhor mesmo é "voltar a ser menina" e agarrar esses sonhos atirados ao ar!...
Beijo de parabéns e gratidão pelas suas visitas!