terça-feira, 10 de maio de 2016

DEPOIS DE UM ADEUS


Porque é que o dia a luz
Me fere assim o olhar
Porque é que tenho uma cruz
E não consigo rezar

Porque a dor me atormenta
A alma a toda a hora
Porque ainda me sustenta
E não se vai logo embora

Porque tem que me ferir
Com tanta intensidade
Porque me mata o sentir
E não me mata a saudade

Porque tenho este tormento
A viver dentro de mim
Porque não chega o momento
De destinar o meu fim

Porque me faz perecer
A alma em cada dia
Veste o meu corpo e meu ser
De sombras e nostalgia

Porque é que depois dum adeus
Meus sonhos querem emergir
Ao brilho dos olhos teus
Quando se encontram nos meus
Na loucura do sentir.
 

49 comentários:

Anónimo disse...

Veja lá se escreve algo com jeito. tata lamechas já é demais. Fique bem

Andre Mansim disse...

Apesar de parecer um grito de socorro, eu senti muita delicadeza nos versos.
Gostei demais.

Ghost e Bindi disse...

Olá querida Rosa Branca!
O triste de um adeus, é que temos que sobreviver a ele. E a saudade intensifica cada lembrança, e a memória torna-se carrasca.
Lindo poema expressando a dor e a emoção do adeus...!
Deixamos um carinhoso abraço.

Bíndi e Ghost

Ana Martins disse...

Depois do Adeus, sobra o que o amor teceu: a saudade!
Gostei muito, Branca.
Beijinho.

Gracita disse...

Querida Rosa
Nunca superamos um adeus. Com o decorrer do tempo voltamos a acalentar velhos sonhos e nosso coração se enche de esperanças mais uma vez
Um poema soberbo amiga
Beijos e uma boa semana

Pedro Coimbra disse...

Detesto adeus, despedidas.
Mas gosto muito do poema.
Bjs

Nina Filipe disse...

Olá meu amor de amiga, sempre pronta para socorrer as minhas dores, porque as esperanças há muito se foram embora.
Querida a nossa vida tem sido muito tumultuada e não que tenhamos feito nada mais do que dar amor,
Amiga eu sempre tenho posto todos em primeiro lugar dai o meu erro, dizem quando não se gostamos de nós também não podemos gostar dos outros mas no meu caso é pura mentira, porque eu amo os meus e os outros, e nada de retorno, mas tenho Deus por testemunho em quanto eu faço o bem, pelo menos eu penso que será o bem, e nunca espero nada vezes nada, de retorno.
A minha princesa está quase a fazer 13 anos e não me fala, mas isso já via longe, agora para castigo a mãe também não me fala mas por outro motivo, mas eu continuo de pé pois tendo Deus por companhia nada mais me preocupa, seguirei em frente até que chegue a hora de apanhar o meu comboio.
Querida desculpa mais uma vez este testamento de palavras ou um rosário de lágrimas...beijinhos e tudo de bom em sua vida, grata pela visita.

Kasioles disse...

Querida amiga: No te puedes imaginar lo que me duele y emociona tu sentir, lo entiendo, es más, lo he vivido.
Por lo que nos queda en este caminar por la vida, siempre llevaremos el corazón herido, el recuerdo es el consuelo, de todo lo ya sufrido,
¡Menos mal que el tiempo hace milagros y va suavizando las heridas del alma!
Agradezco muchísimo tus palabras en mi espacio.
Cariños en un fuerte abrazo.
Kasioles

Blog da Gigi disse...

Lindo dia!!!!!!!!! Beijos

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde
lindo demais. Tudo tem um tempo e um momento!

Beijo e um dia feliz.

Coisas de Uma Vida 172

manuela barroso disse...

A nostalgia e a dor da ausência num belo poema.
Bjis, R.!

CÉU disse...

Olá, rosa branca...

Agradeço a sua visita e espera. infelizmente, penso k a fila vai adensar-se, mas, tenhamos esperança.

Quadras, a última não é, pke tem cinco versos, mto bem pensadas, certinhas e sempre com interesse. Na última, tal como é costume, revela-nos a incógnita, que se encontra, aliás, logo no título.

Um adeus custa sempre e para algumas pessoas, no amor, pode originar até crimes passionais, uma anormalidade da mente de quem os pratica, k não entendo, nem aceito.

Beijinhos e cont. de boa semana, k tem sido péssima em questão de chuva e vento.

Pedrasnuas disse...

Rosa, um Adeus é sempre um Adeus! Causa sofrimento, é inquestionável...e o teu poema é o rosto desse Adeus que deixou cicatrizes... "depois do adeus", vem o tempo do luto!tem de ser feito obrigatoriamente , caso contrário não se consegue ir em frente, sem ficar constantemente a olhar para trás... não é bom, não é saudável!

Neste momento é um poema choroso! Que chore o tempo necessário! Lava a alma!

A ilustração bem escolhida. Gostei !!!

Beijinho, Rosa com todo o carinho!
PN

heretico disse...

o deslaçar de afectos é sempre difícil...
parabéns pelo poema

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema minha amiga, gostei bastante.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

http://odeclinardosonhos.blogspot.com disse...

Olá minha querida amiga boa tarde!!
Aqui estou eu de volta e como não podia deixar de ser passando para deixar um beijinho e deliciar-me com as tuas lindas palavras!!!!

© Piedade Araújo Sol disse...

muito bem rimado as quadras com excepção da última que tem 5 estrofes, a nostalgia e as perguntas que ficam sem resposta.
um adeus nunca é fácil e deixa sempre marcas e alguma melancolia.
um beijo
:)

Mona Lisa disse...

Belíssimo, triste e melancólico poema.

A eterna saudade de quem perdeu um amor.

Beijinhos.

Brisa disse...

...depois de um adeus...vem um novo recomeço...

Bjo e um bom fim de semana

Maria Rodrigues disse...

Um adeus trás sempre tanta dor e nostalgia.
Belissimo poema.
Beijinhos
Maria

Golimix disse...

Odeio despedidas....

Mas gostei muito das palavras ;)

Odete Ferreira disse...

A separação nunca é fácil de superar, talvez nunca se supere mesmo. Importante é querer virar a página.
Parabéns pela construção poética.
Bjo, amiga :)

Mariazita disse...

Bom dia, amiga Rosa
A dor contida nos seus versos revela uma inconformação que só o tempo pode dar.
Sei do que falo, infelizmente.
Há quatro anos perdi o meu grande amor, companheiro de toda uma vida, e ainda hoje a revolta e inconformação vive comigo no dia-a-dia.
Mas... a vida continua, Os filhos e (no meu caso) netos, reclamam a nossa presença. Para eles continuamos a viver...

Entregarei ao Miguel o seu abraço. Ele vai gostar de saber que se lembrou dele.

Acabei de enviar para si um pedido de amizade no Face... Espero que aceite :)

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

© Piedade Araújo Sol disse...

Minha amiga querida

hoje é para desejar um bom fim de semana.

beijinho amigo

:)

Andreia Morais disse...

Gostei bastante!

Jaime Portela disse...

Dizer adeus é sempre doloroso.
Mas há que continuar a sonhar...
Belo poema, como sempre, minha amiga.
Bom domingo, Rosa Branca.
Beijo.

Marina Fligueira disse...

Te dejo un aplauso prolongado, por estos bellísimos versos.
Siempre una despedida es dolorosa, mas el tiempo todo lo cura. Déjalo pasar sin amargura.

Te dejo un beso, mi felicitación y estima.
Ten un domingo feliz.

Tais Luso disse...

Gostei muito da repetição 'porque', dá força aos versos.
Despedidas são sempre sofridas, sempre interrogadas e lamentadas.
Parabéns, amiga, gostei dos versos elegantes.
Bjs e uma linda semana, sem despedidas...

Graça Pires disse...

Tanta interrogação nostálgica por aqui...
Beijo.

O Árabe disse...

A verdade, amiga, é que mesmo depois de um adeus ainda resta a esperança. Mas poucos são os que conseguem dizê-lo com tamanha sensibilidade! Belo post, boa semana.

Arte & Emoçoes disse...

O adeus geralmente maltrata, principalmente quando vindo da pessoa amada. belo poema Rosa. Adorei!

Abraços,

Furtado.

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga passei para deixar um beijinho
Maria

JOTA ENE ✔ disse...

Sempre boa poesia no teu cantinho.

Finalmente actualizei o blog do Benfica. Vai até lá e desfruta das imagens.

Um beijinho!

Pedro Luso disse...

Um poema sensível e belo. Gostei muito. Parabéns.
Abraços.
Pedro.

Walker Moovin disse...

Desculpe-me pela demora... Aqui novamente estou a agradecer sua visitinha no meu espaço.
Por isso vim deslumbrar-me de seus lindos versos...
big e carinhoso bj em seu coração.

Mário Margaride disse...

Muito lindo amiga ROSA!

Parabéns!

Beijinhos e bom fim de semana!

Evanir disse...

Querida amiga e poetisa Rosa.
Embora tenha percebido sua ausência do meu blog
eu também não ando marcando presença como sempre fiz.
A vida se incumbe de nos distanciar quando surge
velhos e antigos problemas.
Venho te deixar meu carinho
e desejar um feliz Domingo.
Beijos eternos.
Evanir..

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Rosa.
Tantas indagações profundas, bonitas e refexivas.
Alma pura.
Linda inspiração.
Parabéns.
Lindo fim de semana.
Beijos na alma.

Agostinho disse...

Em todo o poema é revelada uma inquietação de amor, expressa de forma pungente e eficaz: por que!. E o porque, a resposta, está logo à cabeça, no título.

Bj

Manuel Luis disse...

Uma excelente semana com saúde é o que te desejo.
Bjs

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Porque será que sofremos
O medo do sofrimento?
Será porque o não vemos,
Ou será falta de alento?



Beijo
SOL

CÉU disse...

olá, rosa branca...

como está...

passando para saber de si e informá-la de que publiquei no fim de semana. o poema foi passado para o computador por uma amiga, mas feito por mim, claro.
Qdo quiser, o poema está a sua inteira disposição.

beijinhos e bom feriado.

Maria Rodrigues disse...

Rosa passando para deixar um abraço bem apertadinho.
MAria

Anne Lieri disse...

Ternura e delicadeza nesse emocionante poema de amor! Vim visitar seu blog e tb agradecer sua visitinha! bjs,

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, só não sente um despedida quem é vazio de sentimentos, talvez seja o caso da pessoa que escreveu o primeiro comentário como anónimo sem se dar a conhecer.
Sua escrita revela o seu bom sentimento e sensibilidade, não o deixe de fazer.
Boa semana,
AG

Elvira Carvalho disse...

Um poema que parece um grito de dor, e uma vontade de desistir que me deixou apreensiva. Eu não sou muito boa com as palavras de conforto. Então deixo um forte abraço de solidariedade. E desejos de muita Luz.

Mariazita disse...

Querida amiga
Passei para ver se havia novidades...
Como não há nada de novo,,, deixo um abraço apertado.

Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

O Árabe disse...

Boa semana, amiga; aguardo o próximo post!

Evanir disse...

Que o espírito natalino traga aos nossos corações a fé
inabalável dos que acreditam em um novo tempo de paz , amor ,
solidariedade e acima de tudo fé que renova nossas esperanças
num mundo mais humano sem dor e sem guerra.
Meu agradecimento pela sua amizade
sua sincera amizade.
Feliz e abençoado Natal.
A você e todos da sua família e amigos.
Um abraço forte meu eterno carinho.
Voltarei a postar e visitar antes da virada
para um novo ano.
Evanir..