quinta-feira, 10 de maio de 2012

CONFESSO



























Confesso que sou a brisa
Que quando ias na rua
Até abriste a camisa
P'ra me sentires toda tua

Confesso que sou poema
Escrito com amargura
E que banho o meu dilema
No rio da tua ternura

Confesso que sou saudade
Enroscada no teu peito
E vivo na ansiedade
Nas margens desse teu leito

Confesso sim que matei
A sede com os teus beijos
E o teu sentir empunhei
Para matar meus desejos

Confesso que ao estar
Tão longe de ti assim
Tenho o ciume a lavrar
O chão deste meu jardim

Confesso a culpa então
Porque eu roubei de ti
A alma e o coração
Com amor sofreguidão
E não mais os devolvi.

47 comentários:

Mona Lisa disse...

Uma "confissão" de amor eterno!

Belíssimo poema.
Parabéns!

Beijos.

elvira carvalho disse...

Confesso que gostava de saber fazer um comentário à altura. Mas como não sei digo apenas; conesso que gostei.
Um abraço

Nilson Barcelli disse...

Gostei deste teu amor roubado e confessado.
Mas não o devolvas, porque não é pecado...
Magnífico poema.
Beijo, querida amiga Rosa.

Manuel disse...

Confesso que adorei esta bela poesia,
Simples, como gosto, mas cheia de sentimentos e de inspiração.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Quem assim se confessa nesta linda forma de poema, a absolvição é mais do que merecida...

Bonito, como sempre.

Beijinhos
Vitor

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Para quem ama,
todo o perdão
do mundo...


Que sempre haja amor,
para alimentar de sentidos
sua vida.

Boris Estebitan disse...

Hola, buen blog y que tengas un buen fin de semana, te invito de manera cordial a que visites el Blog de Boris Estebitan y leas un poema mio titulado ”Diluvio Eterno”, es un poema triste pero al mismo tiempo profundo, saludos.

Luís Coelho disse...

Eu não me confesso mas quem me dera ser poema, ser brisa, ser sonho e tudo mais que fosse motivo e razão para te procurar ou para celebrar um amor assim.

Everson Russo disse...

Confesso que jamais esquecerei de ti, confesso que meu amor ainda é livre, leve e solto como essa brisa que te toca...beijos de bom final de semana pra ti amiga.

MIESFE - 64 disse...

Precioso poema y te confieso que me gusta mucho
Un fuerte abrazo

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Meu Abraço de Paz e bem!

Mãe do céu da terra e do mar
Por favor,
Ensina-nos o teu segredo
Do Teu Amor
Para que não tenhamos medo
De apreender Amar!

Meu abraço carinhoso para você!

Se você for mãe Feliz dia das Mães !

Maria Alice

mundo da lua disse...

Adorei
Como podemos ser egoístas por nossos corações não é mesmo?

:.tossan® disse...

Confesso que adorei o poema! Confesso que gostei da imagem escolhida. Beijo

Cristina Lira disse...

Oiii...
Lindo demais tudo por aqui, como sempre.
Bom passar aqui nesta noite de sexta e me encantar!
Bjos, Deus te abençoe!

Cristina Lira disse...

Oiii...
Lindo demais tudo por aqui, como sempre.
Bom passar aqui nesta noite de sexta e me encantar!
Bjos, Deus te abençoe!

Jorge Pimenta disse...

do tudo quanto não sabemos silenciar no peito. vento, beijo ou tempestade, tudo são marés de um mesmo oceano.

beijinho!

A.S. disse...

Tuas palavras
libertam
um fulgor que desnuda,
como o olhar ousado
no silêncio da noite!
São fogo esparso
que se alastra
docemente
até queimarem os lábios
irreprimivéis...

Beijos!
AL

Álvaro Lins disse...

As confissões...podem ser perigosas, mas desta gostei:)!
Abraço

Maria João Brito de Sousa disse...

Poesia de Mestra, Roseira Branca... perfeita! Tontos são os que não dão o devido valor à quadra popular!
Abraço grande!

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga confesso que fico sempre encantada com as suas poesias.
Bom restinho de domingo e uma excelente semana.
Beijinhos
Maria

Fernanda disse...

Amiga, um poema belíssimo. Fico sem palavras para comentar.

Obrigada pelo carinho e cuidado.
O que vou fazer é simples e não inspira cuidados, mas tenho que seguir à risca o que me foi silicitado.
Ficarei a partir de sábado mais isolada, mas será por muito pouco tempo. Tenho a certeza.

Beijo enorme

Vivian disse...

Olá,Rosa Branca!

Mas que belíssima poesia!!!
Uma confissão de amor intensa e envolvente!!
Obrigada pela visita!Seja sempre Bem-Vinda!
*Desculpe a demora,mas meus filhos ficaram doentes e me ausentei da net.
Beijos!Boa semana!

manuela barroso disse...

E todas as confissões de amor são por si poemas; mas muitos mais belos se ditos por poetas onde as palavras são, por si já um jardim.
Belo como sempre querida amiga!
Fraterno abraço

Evanir disse...

Em cada amanhecer, sempre recordarei desse dia das mães
pelo carinho que recebi de você e de mais de 200 amigas (os).
O presente mais lindo que poderia ganhar.
Amizade ,sinceridade,esperança de que posso
acreditar sempre.
Agradeço o quanto é importante contar
com amigos e amigas muito mais que especíal .
Hoje você já faz parte da minha vida,
agradeço a Deus por ter encontrado
e descoberto a verdadeira amizade.
Estarei agradecendo a todos no decorrer da semana.
Meu momento é dificil mais seu carinho e sua amizade pode me ajudar muito.
Aprendi com a solidariedade de cada um de vcs lutar sempre
não desisistir jamais.
Afinal maio é mês das mães.
Obrigada de todo coração.
Linda semana beijos e carinhos.
Evanir.

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma bela confissão de amor eterno e pleno...como sempre esvoacei nas tuas palavras.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

© Piedade Araújo Sol disse...

uma confissão de amor.

e fazes bem em não devolver.

muito bem rimadas as quadras.

gostei!

um beij

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente...
Cumprimentos

BlueShell disse...

Lindíssimo , este poema de amor! Uma delícia!

Te agradeço tuas palavras no Blue! Ralmente quem "paga as favas " é o pobre coitado!!! Infelizmente...

Beijo
Bshell

Andradarte disse...

'Tenho o ciume a lavrar
O chão deste meu jardim'
................
Adorei todas as rimas.......
Beijo

carlos pereira disse...

Minha cara poetisa do amor;
Belo poema de amor em quadras de rimas perfeitas. Gostei muito.
Beijo.

✿ chica disse...

Maravilhosa confissão!!beijos,tudo de bom,ótima noite,chica

Ricardo Miñana disse...

Interesante espacio, es grato placer leerte.
que tengas una buena semana.
un abrazo.

Jorge disse...

Um belo poema consagrado a uma confissão dum amor veemente e cativante, uma verdadeira carta de amor.
Grato pelo amável comentário no Scorpio.
Bj
J

Irene Alves disse...

Não consigo vir aqui com a frequência
que desejaria, mas quando venho vou
andando para trás para ler o que ainda
não tinha lido. A sua poesia é mtº.
boa e as imagens que insere são
bastante sugestivas. Tudo perfeito.
Beijinhos e desejo que se encontre
bem.
Irene Alves

Joana e Sofia disse...

Grande sortuda, feriado e com festa brava que maravilha.
Bom dia da espiga.
Beijos
Joana e Sofia

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

Olá meu amor de amiga , eu daqui deste cantinho também confesso que te amo com o amor com Cristo nos ensinou a amar.
Eu queria que visses a minha princesa, ela agora está tão linda antes parecia a pocaontas agora mais parece a gata borralheira pela maneira tão triste que está a ser tratada, está a ser manipulada porque a mãe já tem dois processos abertos contra as maldades que lhe estão a fazer, a sorte dela é ter a avó paterna que sempre a tem com ela. Amiga eu gostava de te mostra uma foto dela tirada este natal na Holanda em casa da mãe e se poderes vai ler o poema que ela leu à mãe no dia das mães está no blogue dela o gastandootempo, está na barra do meu amiga fico tão feliz por ti, agora é que vais dar o meu valor é a maior loucura da nossa vida. Que ela venha tão perfeitinha como todos vós desejais e que sejam só uns minutinhos , não te digo mais nada manda-me o teu email que eu te mando o meu só para te a mostra, porque eu tive de tirar as fotos dela que a mãe me pediu. Fica com DEUS e que sejas muito feliz, beijinhos de Luz , paz e muito amor...


francelinafilipe@hotmail.com

Rita disse...

Olá vim desejar um dia cheio de muita
alegria pra vc, com som de boa musica
agradeço sempre a visita por deixar
no meu cantinho a sua presença que
gosto tanto.
Parabéns por tudo que faz com bom gosto
Bjusss
Rita!!!!!

José disse...

Confesso a culpa que não tenho
por isso não me mandes prender
porque eu cada vez que venho
é só Rosa, para te ler e ver

É sempre com muita alegria
quando a manhã se levanta
que eu leio a tua poesia
minha amiga Rosa Branca

Beijinhos,
José.

vitalina de assis disse...

Hola!

Belíssimo poema!

Algumas confissões parecem destino.

Bjs.

Cristina Lira disse...

"Confesso sim que matei
A sede com os teus beijos
E o teu sentir empunhei
Para matar meus desejos"

Voltando pra ler e me encantar...

manuela barroso disse...

E que forma mais linda de visitar, deixando um ramo de poesia?
Obrigada querida Roseira!
Bjis

MA FERREIRA disse...

Olá..

Amar não é pecado....mesmo que seja um amor roubado!!

Um beijo...e otima sexta!!!

( obrigada pelo carino em meu blog)

ana costa disse...

A confissão de uma alma repleta de amor...
Parabéns minha amiga, mais uma vez você mostra esse tão lindo sentimento que é o amor da maneira mais linda que é a poesia...
Beijo

as-nunes disse...

Belo, sensual e romântico poema!

Senti-me embalado nas pétalas duma rosa a abrir num mês de Maio, a confessar-se amante!

Beijo

Rogério Pereira disse...

Quem me rouba, quem me rouba
Quem me rouba é ladrão
Podes me ficar com a alma
Mas devolve meu coração


:))

Suzane Weck disse...

Lindíssimo poema ,aliás como todos os demais.Parabéns minha querida à esta bela alma poética que tens em teu interior.Grande abraço.

Mena disse...

Olá!

Vim visitar-te e gostei, devido à hora, vou ter de partir, mas voltarei com mais tempo, prometo.

Bj e obrigada por teres entrado...