segunda-feira, 16 de abril de 2012

PORQUE TE QUERO



































Porque eu te quero tanto
Penso ás vezes ser loucura
Mas sinto que és o manto
Que me cobre com ternura

Quero-te e fico a pensar
Que o meu louco coração
Se começou a passar
Ao viver esta paixão

Quero-te tanto doçura
Que chego a esquecer
A dor e a amargura
Que me fizeram sofrer

Chego mesmo a perguntar
Se dessa alma tão bela
Serei eu a cinderela
Do teu sentir do teu mar

Quero-te com tanto ardor
Que ao pensar nos teus beijos
Me assaltam loucos desejos
De te amar meu amor

Tenho medo entretanto
Neste tempo que te espero
Que tu não me queiras tanto
Tanto quanto eu te quero.

43 comentários:

✿ chica disse...

Dúvidas e incertezas nessa linda poesia!beijos,linda semana!chica

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Uau!
Que lindo!
Amar é assim...lindo demais...o amor só crescerá neste intervalo que as vezes se faz pelo intervalo que os olhos não podem ver, mas o coração sim, pois está cheio deste amor...beijinhosss

Daniel Costa disse...

O poema é encantador, em si, mas o ritmo com que reli, o torna ainda um pendor mais poético.
Amei simplesmente.
Abraços

Marcia disse...

Lindos e encantadores versos!Boa semana!

Marcia disse...

Minha querida teus versos são lindos adoro,estou fazendo uma homenagem a você aqui:
http://amizademarcia.blogspot.com.br/

fabiofan disse...

Lindo como sempre seus poemas este esta demais de bom uma canção de amor rimada com tanto talento.

abraço

silvioafonso disse...

.


Ih, cara. Você acabou me en-
rolando. Agora eu não sei se
a roseira é branca e as flo-
res são coloridas ou se a
roseira tem o nome de bran-
ca, como o cavalo de Napo-
leão se chamava Branco, en-
tende?
Pois é, eu é que não enten-
do, ainda, coisa alguma.
Você pode me esclarecer, po-
de?

Enquanto isso não acontece
eu vou seguindo o seu blog.

silvioafonso





.

manuela barroso disse...

A ternura do amor em quadras sempre tão ternamente musicais, Rosa! Perante tanto, tão pouco se pode acrescentar.Só admiração pela beleza que deixa a quem por aqui passa.
E obrigada pela partilha no face.
Vou lá procurá-la!
terno abraço

joaquimdocarmo disse...

Grito apaixonado, sentido e que, talvez pela força que irradia de seus versos, nem sempre respire a segurança da retribuição plena! Lindo, Rosa!
Beijinho
jc

:.tossan® disse...

A tua poesia é um bálsamo nas minhas andanças pela blogosfera. Belíssima! Beijo

SOL da Esteva disse...

Rosa, Querida

Uma intensa declaração de Amor.
Linda. Amei.

Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

Janita disse...

Querida Rosa-Branca.
Belíssimas quadras que tanto nos dizem!
São pensamentos de amor que saem de ti com a mesma naturalidade com que respiras.
Gosto muito da tua poesia, porque tem implícita muita alma e sentimento.

Um grande beijinho, minha querida.

Janita

A.S. disse...

Lindo este teu poema!... Gosto muito de te ler!


Beijos,
AL

mundo da lua disse...

Pena que o querer não é poder
Não é
Suspiros...

LOURO disse...

Linda maneira de quer,neste belo poema de amor...Parabéns amiga!!!

Beijinhos de carinho e amizade,
Lourenço

Mona Lisa disse...

As incertezas de quem ama...

Belíssimo poema!

Beijos.

Nilson Barcelli disse...

Um sublime poema de amor.
Gostei muito, querida amiga.
As tuas palavras encantam.
Beijos.

Sandra Subtil disse...

"Porque eu te quero tanto
Penso ás vezes ser loucura
Mas sinto que és o manto
Que me cobre com ternura"

Belíssimo!
Sempre encantando com os teus poemas.
Beijinho

Manuel disse...

Feliz de quem possa receber tão bela prova de amor.
Magnifico.
Um beijo

Machado de Carlos disse...

Eu te quero tanto, todos os dias.
Quando o Sol nasce já estou te esperando.
Quando o Sol se põe, a Lua me leva a ti.
Tenho teu manto, tua ternura.
Ai, que loucura; - eu te amo tanto!

Roseli disse...

Lindos demais, os versos aqui postados. Amei seu blog.
Beijinhos carinhosos para ti e tenha uma noite iluminada.
Te seguindo, me siga também.
http://vidaslife-vidaslife.blogspot.com
http://roseglorinha.blogspot.com

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

Minha querida amiga, eu sou como as sesões quando chegam vem todas de uma vez, aqui estou eu a cumprir meu dever e quem leva o dever cumprido ficará mais leve quando subir, se é que algum dia eu possa subir seja para onde for, apenas o que pode subir será o fumo que de mim fizerem.
Meu anjo fico muito triste por ti pelo sofrimento que estás a ver todos os dias, mas fico feliz por mais uma vida que vem chegando que Deus a traga no maior bem porque amor não lhe faltara e nem sequer vai ter a sorte da avó tão querida, vais saber dar aquilo que não tivestes é lei Universal.
O meu marido continua algaliado e à espera que se lembrem de o chamar, a nossa vida está a ficar muito limitada por vezes falta-nos tempo outras temos todo o tempo do mundo.
Quanto há minha princesa a minha filha abriu um processo contra o pai ficou a saber coisas muito desagradáveis pelas professoras e educadoras da escola, então estamos esperando mas a nossa justiça é pior do que um cancro que começa a comer-nos pelos pés só acaba nos cabelos e é se ainda os tivermos, mas tenho a minha fé que eu penso ser muito grande em Deus que tudo sabe e tudo vê, eu só quero que seja feito o que for melhor para a minha neta, linda não te chateio mais pois disso tu tens de sobra, adorei o teu poema mesmo que eu não te diga para mim os teus poemas são gotinhas de cristal.
Beijinhos de luz paz e muito amor em teu lindo coração...

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Fantástico, adorei.
Maravilhoso para uma declaração de amor!

Samuel Rego disse...

Versos tiernos que derriten el corazón.
Un beso y un abrazo cariñoso

Ana Martins disse...

Ai o amor, que lindo que ele é!

Lindo, terno e com musicalidade.

Beijinho,
Ana Martins

Graça Pereira disse...

Quem ama, tem sempre incertezas e dúvidas...mas tu, linda roseira, pegaste em todos esses espinhos e fizeste um belo poema de amor!!
Mil beijos.
Graça

José disse...

Olá minha amiga Rosa Branca!

Óh! Coração não te passes
vive intensamente essa paixão
agarra ela com teus braços
e a ama como um nobre coração

Aqui estou de novo, junto dos meus queridos amigos, obrigada pelo carinho.
Boa noite, beijinho,
José.

Faniquito disse...

Oii, rosa linda !!!

Que bela poesia...retrata tão bem a incerteza de quem ama.

Beijinhos

Ana

Jorge Pimenta disse...

toda a entrega faz sentido quando braços tocam braços. talvez por isso tantas sejam as vezes que o amor se eterniza [ou atola] nos seus próprios temores...

beijinho, flor em tons de branco!

Jorge Pimenta disse...

toda a entrega faz sentido quando braços tocam braços. talvez por isso tantas sejam as vezes que o amor se eterniza [ou atola] nos seus próprios temores...

beijinho, flor em tons de branco!

© Piedade Araújo Sol disse...

amor, ternura e incerteza.

um poema bem rimado.

deixo um beij

© Piedade Araújo Sol disse...

amor, ternura e incerteza.

um poema bem rimado.

deixo um beij

Lídia Borges disse...

Lindos, estes versos cheios de sentimento e ritmo, bem ao jeito popular.


Um beijo

Adelaide disse...

Lindo, lindo poema. Os meus sinceros parabéns!

Adelaide

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
A tua poesia é demais.

Amei a poesia que dedicaste ao 'nosso Glorioso'. [Benfica do Jota]

Beijinhos e bom f-d-s !

manuela baptista disse...

agradeço a sua presença no meu blogue

deixo um abraço!

O Profeta disse...

Um palco sem luz nem ator
Um idiota armado em estupor
Uma gaiola sem grades
Um papagaio falando de amor

Uma casa cor de chocolate
Um vaso de girassóis cantadores
Um livro com uma palavra apenas
Com o título, fatais amores

O chegar a um cruzamento sem encruzilhada
O morder de uma radiosa maçã
No despontar de um dia azul
Encontrei …Um Anjo pela Manhã…


Doce beijo

Nilson Barcelli disse...

Passei para te desejar uma boa noite e um bom domingo.
Beijos, querida amiga.

Enigmático Byjotan disse...

Para o amor, a dúvida é um complemento, mas nunca desmerecedor.Beijo de leitor.:-BYJOTAN

Irene Alves disse...

Um bonito poema de amor, com dúvidas.
Gostei.
Bj.
Irene

Guma Kimbanda disse...

Olá amiga Rosa Branca,

«Porque te quero tanto» ?
Inexplicável, como o receio de que a reciprocidade não seja na mesma medida.
Ama-se, porque essa é a razão que nos trás vivos, com muitas dúvidas, algumas certezas, mas com o coração pulsando.

Beijo e kandandos... Inté!

Pedrasnuas disse...

É um risco...às vezes ficamos na dúvida se nos querem com a mesma intensidade...e como não existe um aparelho que possa medir essas vibrações...continuamos com dúvidas...Beijinho com imenso carinho em ti , Rosa.

elvira carvalho disse...

Um poema cheio de ritmo e musicalidade. Podia perfeitamente ser cantado.
Gostei
Um abraço e bom Domingo