quarta-feira, 25 de maio de 2011

NUNCA TE DIREI



Nunca te direi que um dia
De manhã ao acordar
Eu tive a ousadia
De contigo eu sonhar

Nunca te direi que em poemas
Na tua alma me enfio
Que o teu sentir é o rio
Onde lavo as minhas penas

Dos meus sonhos e loucuras
Eu nunca te irei dizer
E das minhas diabruras
Tu nunca irás saber

Do choro que me fez secar
Eu nunca te direi também
Que levei anos a sonhar
Que também tinha uma mãe

Nunca te direi, sabe a aurora
Das mágoas que tenho no peito
E que a tua alma é agora
A cama onde me deito

Nunca te direi dos desejos
Que tenho para te oferecer
Só quando limares meus ensejos
E sentires os meus beijos
Loucos, na tua pele a bater.

18 comentários:

Andradarte disse...

Bonito poema...
Que amor intenso....
Beijo

Wanderley Elian Lima disse...

Agora, ele já ficou sabendo, e com certeza, está bem feliz.
Bjux

Faniquito disse...

Oii, minha flor ...linda e delicada !!!

Nossa, tão intenso o que tens aqui. Sempre me "toca".

Beijinhos

Ana

Andradarte disse...

O amor é louco....
Beijo

Marinha disse...

Digas, querida! E transbordes o mundo com teu amor leve, doce e infinito! Belíssimo texto, amiga flor!!!
Bjo e sorrisos pra ti.

Mara disse...

Amiga querida, que lindo!

...

Nunca te direi dos desejos
Que tenho para te oferecer
Só quando limares meus ensejos
E sentires os meus beijos
Loucos, na tua pele a bater.

Amei!
beijos,
Mara

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

E enquanto não revelamos
o que sentimos,
nos dividimos
entre o possível
e o impossível...

Que as estrelas
sempre brilhem em teu olhar.

LEXIS disse...

O poema está lindo! Devemos dizer tudo o que sentimos, enquanto pudermos...antes que esse alguem saia da nossa vida para sempre. Devemos dizer amo-te às pessoas que realmente amamos.Abrir o nosso coração é um passo para a felicidade
Beijos

Mona Lisa disse...

Olá

Hás-se senti-los, quando voltares.

Soberbo!

Bjs.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Tantas as coisas que por vezes há para serem ditas, e que ficam por dizer...aqui passadas ao papel de forma muito bonita.

beijinhos.
Vitor

Maria João disse...

Há tantas palavras que nunca se dizem...

Há tanto para sentir, das palavras por dizer.

Um beijinho grande

A.S. disse...

Tão lindo Rosa-Branca!...


Beijos,
AL

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema lindo...mas sabes que por vezes, dizemos mais no que calamos.

Deixo o meu carinho e um beijinho
Sonhadora

Graça Pereira disse...

Se calhar...nem é preciso dizer
Aquilo que sente o coração
É na forma do seu bater
Que se esconde a emoção!

Beijo amigo e uma boa semana!
Graça

Nilson Barcelli disse...

Adorei o teu poema.
Muito bonito.
Beijos, querida amiga.

Laura disse...

Então descansa que eu também nunca lhe direi nada...

Poesia cheia de emoção.

Um beijinho e há tanto que não nos viamos.

laura

Kim disse...

Nunca te direi ... para deixares de exprimir o que os sentimentos transbordam.
Nunca te direi que estas palavras não são sentidas.
Bonito, Rosa!
Um beijinho

SOL da Esteva disse...

Rosa Branca

Belíssima declaração de Amor no... silêncio.
O Amor nos cala quando desejamos gritá-lo bem alto.
São, assim, desencontrados os sentimentos.

Beijo

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/