segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

RASGO AS PALAVRAS


PARA TI MEU IRMÃO COM MUITO AMOR.
Porque hoje a saudade bateu mais forte
Porque hoje era um dia p'ra recordar
Porque hoje nem mesmo a tua morte
Vai fazer o meu coração tudo calar.

RASGO AS PALAVRAS



Rasgo as palavras, para não as dizer
Percorro o meu ser, tal cume em riste
Enterro meus sonhos,para os não viver
Navego nas ondas, do que não existe

Na minha procura, eu sei que em vão
De te não ver, eu sofro calada
Espalho a amargura, do meu coração
Nos ventos agrestes e no pó da estrada

E neste vazio, que em mim existe
Nesta tristeza, que eu tento calar
Só sei da certeza, que tu partiste
Lindos teus olhos, não vão mais voltar

Olho-me ao espelho, não me conheço
Não sei se aqui estou, ou se já parti
Só na minha angústia, eu me reconheço
Nas mágoas e saudades que eu tenho de ti

Eu sei que um dia, eu te vou encontrar
Com ferros, amarras te vou prender
O que não dissemos, nós vamos falar
E não mais irmão eu te vou perder.

28 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Depois de ler este poema sentido...deixo-te apenas um abraço em silêncio...as palavras faltam-me.

Beijinho
Sonhadora

Luís Coelho disse...

E todos os dias rasgamos palavras nas recordações que nos alimentam a saudade.
Acredito que um dia estaremos juntos mas sem amarras nem outros elos.
Todos os seres que Deus criou terão uma nova vida, num mundo diferente deste que mal conhecemos.

Mona Lisa disse...

A saudade eterna de ente querido.

Um poema comovente.

Estou sem palavras.

Deixo-te aqui o meu abraço apertado.

Bjs.

Isa disse...

Quanto Amor e Saudade nestas tuas palavras!
No outro espaço onde subiu ele terá sorrido e vai continuar contigo.
Beijo.
isa.

Wanderley Elian Lima disse...

A saudade sempre é cruel, mas é a unica forma de nos manter perto de quem está distante.
Bjux

Mgomes - Santa Cruz disse...

Rosa: Recordar um irmão é sempre bom, gostei do teu poema, nós nunca perdermos amizade e o carinho que temos pelas pessoas sejam elas de familia ou mesmo só amigos, todos dias recordo os meus amigos que ja partiram mas estão sempre no meu coração.
Beijos
Santa Cruz

Alvaro Oliveira disse...

Amiga Rosa Branca

Poema bem sentido! Bela homenagem, comovente!
Não encontro palavras! Um abraço muito sentido.
Beijos
Alvaro

Nota:- seu blog não abre a imagem do cabeçalho.
Dá erro de página. Espero que o comentário
siga.

olharbiju disse...

Olá.
Não tenho palavras para o que acabei de ler!
Um abraço
alice

Maria João disse...

A saudade é um nó apertado que nunca desata!

Abraço-te, solidária.

BRANCAMAR disse...

Um lindo e pungente poema de saudade. Ela sempre volta e tem dias em que nos aperta a alma, mas mais que tudo existem as boas recordações, aquelas que também nos fazem sorrir, pela ternura, pelo belo do que existiu e é sempre nosso.

Um abraço muito amigo.
Branca

BELA FLOR. disse...

Bom dia! Linda poesia Rosa,deu pra senti-la,o conforto é somente que ele esta nos braços do pai amiga,a saudades é inevitável,bjs querida.

Zélia Guardiano disse...

Minha querida
Feliz com sua visita e com sua inscrição no rol de seguidores do meu modesto espaço, vim agradecer e conhecer o seu blog, que me encantou!
Tudo aqui é muito lindo!
Este magnífico poema, com que homenageias teu irmão que partiu, muito me emocionou. Vê-se que foi escrito com a alma!
Votarei sempre!
Também sigo-te, com muito prazer...
Grande abraço da
Zélia

Jorge Pimenta disse...

palavras lancinantes em corações de sangue...
um abraço com todo o carinho!

Ana Martins disse...

Boa noite Rosa Branca,
percebo essa dor que definha alma
E dilacera o coração. O seu irmão, tinha de certeza muito orgulho em si.

Beijinho e muito obrigada pela visita.

Beijinho,
Ana Martins

carlos pereira disse...

Cara amiga;
LINDO poema de amor e saudade em jeito de homenagem a um ente querido que partiu.
Um beijo.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Perder quem se gosta muito é uma dor imensa para a qual nunca conseguimos encontrar justificação ou sentido; um absurdo que sempre nos recusaremos a aceitar, e nem mesmo seremos capazes de entender.

É tocante este poema, repassado de ternura e sentimento, e lindamente escrito.

beijinhos.
Vitor

Amor feito Poesia disse...

O sono chega
quando a noite tenta
pendurar-se em minhas pálpebras
amarrando estrelas
- uma a uma -
em cada cílio.

Rita Apoena

Beijos e Flores no seu dia...M@ria

São disse...

Sei por experiêónia propria a dor inconsolável de perder alguém muito próximo e muito querido.
Por isso aqui lhe deixo um abraço solidário.

Braulio Pereira disse...

o meu abraço de carinho querida amiga

bom fim de semana


beijos flor!!

Daniel Costa disse...

Rosa Branca

Dedica-se um belo poema e sofre-se em silêncio. É facto o trilho não tem retorno. Fica a esperança do encontro de algum dia, no outro mundo
Beijos

Everson Russo disse...

Uma belissima homenagem,,,uma vontade de se estar perto novamente,,de resgatar tudo aquilo vivido outra vez...grande beijo de bom final de semana pra ti.

Nilson Barcelli disse...

A saudade de um ente querido que partiu é inextinguível...
Sei-o por experiência própria e, por isso, percebo a tua dor.
A forma como a expressaste é belíssima. O teu poema é mesmo excelente, querida amiga.
Um beijo solidário.

Maria Soledade disse...

Querida Rosa Branca; Não pude deixar de verter uma lágrima mais teimosa pois dessa saudade eu entendo bem.Bem demais, para saber o quanto custa perder um ser que amamos.Mas,querida, eu costumo dizer que só morre quem nunca viveu no coração de alguém.O nosso continua continua, está presente,dificil é lidar com a saudade.Essa palavra que alguém inventou um dia e não sabia o quanto fazer sofrer...

Muito Bela a Homenagem ao teu irmão...Para ti um grande beijinho.Para o teu mano o colinho de um grande Anjo...

sonho disse...

A saudade é sempre muito dolorosa...
Beijo d'anjo

Marinha disse...

Amiga minha Rosa, quanta ternura e dor em teus versos! Sei bem o que sentes! A saudade, às vezes, nos aprisiona ao passado, mas tenho aprendido que se estivermos bem, nossos anjos terão mais e mais luz. Então, amiga, mesmo que as lágrimas insistam em saltar de teu coração, ore e agradeça a Deus por ter permitido que teu caminho e de teu irmão tenham se cruzado.
Bjo e sorrisos pra ti.

Amor feito Poesia disse...

"....Cuidado com os olhares de quem não sabe te amar...
eles costumam lhe fazer esquecer que você vale a pena... "

(Fábio de Melo)

Feliz Semana e Beijos meus! M@ria

Joana e Sofia disse...

Estou sem palavras simplesmente deixo-te um grande beijo.

Joana e Sofia

Cláudio J. Gontijo disse...

Rosa.

O pássaro que saiu do banho é denominado Bem-te-vi(Pitangus sulphuratus). É muito comum onde moro e em todo o centro-norte de Minas Gerais. É manso e costuma buscar as margens dos cursos d'água.

Tomara que o Verde Vida possa receber sempre seus comentários, que revelam a sensibilidade.

Grande abraço.

http://www.vervida.blogspot.com