quinta-feira, 18 de março de 2010

É PRIMAVERA NO PRADO


Brilha o Sol no horizonte
Corre o riacho mansinho
Medram as silvas na fonte
Voam os pássaros no ninho

Foge o lagarto com medo
Dos meus passos a andar
Mói o moinho seu degredo
De um vento que o faz girar

Caem as folhas velhinhas
Para assim darem o lugar
Ás novas,frágeis, verdinhas
Com força para rebentar

Anda o pastor com o gado
Pelos vales e p'las colinas
Florescem todos os prados
Nascem flores, suas meninas

No ar cheira a rosmaninho
Papoilas e malmequeres
Fogem os melros do ninho
Riem crianças, mulheres

A cada passo que eu dou
Há sempre alguém a fugir
Com certeza se assustou
Por me estar a sentir

E nessa calma vivida
Com luz e cor bem reais
Eu penso que á partida
Eles não estão de fugida
Sou eu, que estou a mais.

29 comentários:

Gil Moura disse...

Olá, Rosa

Lindíssimo poema! Onde a cor e o cheiro a primavera, ficam no ar...

Muito lindo!

Beijinhos...

Mário

FOTOS-SUSY disse...

OLA ROSA, BELISSIMO POEMA...ADOREI ESTA QUADRA EM ESPECIAL...

NO AR CHEIRA ROSMANINHO
PAPOILAS E MALMEQUERES
FOGEM OS MELROS DOS NINHO
RIEM CRIANCAS, MULHERES

QUE TENHA UM BOM FIM DE SEMANA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

El ave peregrina disse...

Fermoso poema e fermoso ríacho onde corre ó carón das coloridas flores,e onde a primavera asoma.

Unha aperta.

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo poema, com cheiro a Primavere, muito perfumado.

Beijinhos
Sonhadora

FERNANDA-ASTROFLAX disse...

É A PRIMEIRA VEZ, QUE PASSO POR AQUI E FIQUEI EXTASIADA COM TÃO BELO POEMA... OS MEUS MAIS SINCEROS PARABÉNS...!

ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Andradarte disse...

Bonito poema...não pode estar a mais.
Beijo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Yes! So beautiful**************

*Abro os olhos e adormeço

Sem a mente fraquejar

Saio pela manhã

De passagem, coisa vã

Derrapagem

Que a viagem tem princípio, meio e fim
Enquanto vergo, não parto

Enquanto choro, não seco

Enquanto vivo, não corro

À procura do que é certo

Não me venham buzinar

Vou tão bem na minha mão

Então vou para lá

Ver o que dá

Pé atrás na engrenagem

Altruísta até mais não

Enquanto vergo, não parto

Enquanto choro, não seco

Enquanto vivo, não corro

À procura do que é certo

Presa por um fio

Na vertigem do vazio

Que escorrega entre os dedos

Preso em duas mãos

Que o futuro é mais

O presente coerente na razão

Frases feitas são reféns da pulsação*
(Bem) na minha mão
Suzana Félix*
***

Kiss, my pretty Rose***************

VANUZA PANTALEÃO disse...

Oi,Rosa!
A Primavera, há estação mais bela?
Teu Poema exala o perfume das flores, tão doce, tão doce...
Beijos, querida!!!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Rosa-branca, aí primavera, a estação que mais participa dos meus poemas...gosto dela, da beleza que ela traz a natureza, do encanto de renascer florindo...bonito isso.
Aqui estamos nas águas de março, fechando o verão como diz a música do Tom Jobim...muita chuva, muita enchente...é a ntureza dando seu grito de protesto contra as atitudes do homem...
Lindo poema...brigadim pela visita...um abraço na alma...bjo

Nilson Barcelli disse...

Magnífico poema, querida amiga.
Conseguiste criar com as palavras um ambiente primaveril, bem integrado com a foto.
Bom fim de semana.
Um beijo.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia, Rosa!
O seu poema é simplesmente lindo! E me faz chorar e rir ao mesmo tempo. Porque depois de amanhã eu completo 47 primaveras. Acho que o Amor nos sustenta. O Amor é sempre o Vencedor!
Viva a Vida!

Beijos******************


*****


Poemas são lágrimas ou risos

me fazem viajar sem destino

me fazem soltar a imaginação

me fazem voltar a ser menina





Inspiram-me facilmente

eu sinto o encanto ou nostalgia

de almas belas por dentro

que traduzem palavras em alegrias





Inspirar-se aqui é muito fácil

com poetas e poetisas como vocês

assim fica mais fácil de certeza

vemos amor, vemos sensatez





Fazer poesia é fácil demais

difícil é usar o sentimento

exprimindo coisas de dentro

tendo a alma como instrumento.



Suely Damn*


DE POEMAS

+ Beijos, querida****************

Maria disse...

Lindo poema, magnifico blog.
Parabens
Bom fom de semana
bjs
Maria

Daniel Costa disse...

Rosa Branca

Gostei do teu belo poema, revivi muito o meio bucólico, que está descrito. Curiosamete!
Daniel

Graça Pereira disse...

Ao ler este poema tão fresco, tão primaveril, acredita que ia imaginando tudo, como se estivesse a ver um filme: o riachozinho a cantar, os bichinhos a fugirem assustados, o pastor a levar o gado e as flores novas a desabrocharem completamente...Bucólico...e lindo!
Curiosamente, estava a pensar em ti quando vim dar uma espreitadela aos comentários...é que para te comentar tenho de procurar para trás o "caminho" para o teu espaço porque, através dos seguidores (Seguidora neste caso) não chego lá.... razão do meu silêncio para ti e para muitos que aparecem apenas com mensagem.
Foi bom encontrar-te de novo e os nossos comentários cruzados talvez queiram dizer alguma coisa: que não nos esquecemos uma da outra.
Beijo e bom domingo
Graça

quicas disse...

De um bucolismo encantador, este poema é um hino à Primavera que chega! Parabéns e obrigado pela sua visita! Se me permitir, passarei a seguir de perto seus posts. Beijo

Braulio Pereira disse...

lindo poema querida

eterna poesia
és divina amada
suave melodia
flor brotada

doce dia beijos!!!

Maria disse...

Hoje é o dia Mundial da Poesia, por todas essas poesias maravilhosas com que nos brinda aqui, de uma forma tão sublime, que nos fazem por momentos, soltar as nossas amarras da realidade permitindo a nossa alma navegar por mares de sentimentos, eu te agradeço.

Bom inicio de semana
Bjs
Maria

JORDAS disse...

Gostei do bucolismo das tuas quadras.
A Primavera é a estação dos sonhos e das flores.
Cores alegram os campos
As crianças despem alegria,
Enfim, tudo se renova.
Um feliz dia

Samuel Rego disse...

La Rosa Blanca siempre ocupará un lugar elevado en la primavera.
Besos floridos

Alvaro Oliveira disse...

Olá Rosa Branca

Minha cor preferida das rosas.
Seja bem-vinda como seguidora de meu espaço
humilde e agradeço seus comentários.
Adorei este belo jardim. Mais do que isto me encanta sua poesia tão bela como as rosas.

Beijos

Alvaro

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Este poema
lembrou-me tempos longíncuos
de infância,
quando no interior,
brincávamos no mato
e colhíamos uma vida,
deliciosamente plena.
Saudades...
Muitas saudades...

Que teu coração seja sempre casa de alegrias.

Braulio Pereira disse...

eu adoro a primavera
teu poema é lindo eu na minha casa de campo
tenho duas arvores de rosmaninho onde todos anos criam melros ..

em abril estarei lá!! estou ansioso.
grato pela tua visita bravo pelo teu comentario !!

feliz semana

beijos!!

joaovideirasantos disse...

...E a primavera começou aqui com o perfume de cada palavra.

. intemporal . disse...

.

. bel.íssima a poesia assim em leveza sustenida .

.

. parabéns . gostei [mesmo] muito .

.

. uma boa semana .

. um beijo meu .

.

. paulo .

.

AFRICA EM POESIA disse...

Rosa branca
adorei i teu poema...


um beijo



Apesar de inicio de PRIMAVERA (com chuva e frio)
Hoje festejamos a POESIA~~



POETA
Ser poeta…
É ser louco…
É ser sonhador…
É saber dar…

Dar e dar-se…
Na poesia…
Na vida…
No mundo…
E saber que o seu poema…

Foi lido…
Foi sentido…
E, foi tantas vezes… partilhado!...

Partilhado…
Com dor…
Com alegria…
Com amor…

E o poeta sente…
Que o que fez…
Não foi para si|…
Foi para o mundo…

E nessa partilha…
Entende que não mais…
Voltará a estar só!...

Lili Laranjo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá!
*Um amigo sincero pode fazer brotar um sorriso
quando não suportamos mais e estamos abatidos.
Um amigo sincero pode compreender nossa provação
e nos pôr de volta no caminho certo com um aperto de mãos.
Um amigo sincero divide conosco os sonhos mais secretos
Ao mesmo tempo que permanece discreto.
Um amigo sincero vale mais do que o ouro,
pois de coração só quer a nossa felicidade, o nosso maior tesouro.
Poema da Renata*

Bisous, minha Rosa!
Bom Dia! Hoje, choro e rio sem parar porque é o meu aniversário. 47 primaveras e eu estou como me vê no logo* E eu sei que a minha querida me entende.

Mariana disse...

Que poema mais belo.
A primavera é linda, enfeita todos os cantos da cidade.
Bela a imagem.

A.S. disse...

Eis um belo e primaveril amanhecer!

Beijo
AL

Braulio Pereira disse...

esta oraçâo ao teu olhar
é minha prece confesso..
tua magia faz-me sonhar
escrevo para ti este verso..

beijos dá-me poesia!!!