domingo, 15 de setembro de 2013

ESPERO-TE



Espero-te linda aurora
Na praia da formosura
Navegando borda fora
Num veleiro de ternura

Espero-te no meu convés
Vestida de branco linho
P'ra navegar lés a lés
Nas ondas do teu corpinho

Espero-te na praia nua
Enleada na areia
Vestida da luz da lua
P'ra ser a tua sereia

Espero-te na nostalgia
Que me espreita sem jeito
Deixando a agonia
A bailar dentro do peito

E até nas asas do vento
Eu te espero meu amor
Acaba-me com o tormento
Desta espera por favor

Espero-te na enseada
Dos sonhos e dos desejos
Pois a saudade, a danada
Só quer ser alimentada
Pelo sabor dos teus beijos.

42 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Uma espera muito sensual. Uma espera com sabor a desejo.
Um poema cheio de muita ternura

edumanes disse...

Rosa Branca, gosto da tua cor
E também do teu perfume
Com o qual perfumaste o teu amor
Para de ti nunca ter ciúme!

Onde estás tu agora
Rosa Branca, tão linda
Ao romper da aurora
Teus lindos olhos menina!

Partiste no veleiro da ternura
Por que te foste embora
Numa viagem de aventura
Ao encontro de quem por ti chora!

Volta com ele, para de onde partiste
Quando encontrares o teu amor
Conta-me o que por lá viste
Rosa Branca, eu te darei uma flor!

Boa noite e um beijo
para ti Rosa Branca.
Eduardo.

Mona Lisa disse...

Belíssimo poema!

A eterna saudade de quem espera por quem ama...

Beijinhos.

Elvira Carvalho disse...

Que a espera seja breve já que como diz o povo quem espera desespera.
Um abraço e uma boa semana

Marilu disse...

Querida amiga, linda poesia, e um grande amor sempre esperamos que retorne. Tenha uma linda e abençoada semana. Beijokas

LUZ disse...

Olá, Rosa Branca!

Mais uma espera, que desespera.

Saber esperar é uma virtude, dizem, mas esperar, sem resultado, é desesperante.

Contudo, no seu poema, o seu "eu-lírico" espera-o, em qualquer lugar, ambiente, ou elemento atmosférico, porque a sua saudade, tem saudade, passo a redundância, dos beijos dele, e só dele.

Boa semana.

Beijos da Luz, com amizade.

PS: peço desculpa, pelo que sucedeu com os comentários no meu blogue. Agora, a situação, já está resolvida. Obrigada!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Uma espera de amor que só por amor se consegue.
Um poema cheio de ternura que se lê e se vive ao mesmo tempo

Rui Pascoal disse...

Quem muito espera... desespera?
Penso que não, mas sentiu-se a sua "ausência".
:)

Manyélly disse...


Olá, tudo joia?!
Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
http://manyelly.blogspot.com.br/
http://www.pinterest.com/manyelly/
Sucesso para você!!!
Bjo

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Quem espera sempre alcança, ditado nem sempre cumprido; oxalá que este doce implorar um dia chegue ao destino.

Muito bonito, como sempre.

Um abraço amigo, e boa semana.
Vitor

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quando a alma tem fome de beleza,
chegar aqui,
sentir as palavras e o seu perfume,
é encontrar o doce alimento da
alegria...
Alimento que me renova as energias,
quando muito já silenciou pelos caminhos...

A amizade é o alimento da esperança.

http://odeclinardosonhos.blogspot.com disse...

E eu espero ser surpreendida a cada dia que passa com poesia linda e maravilhosa igual a esta!!!
beijo amiga e que tenhas um lindo fim de semana!!
(o calor promete!!)
bj
anacosta

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Nem toda a poesia em verso é bem conseguida... Mas gostei muito desta :)

beijo amigo

tulipa disse...

ADORO POESIA

...

no entanto não posso dizer
que
foram as palavras dos poetas
que me levaram a CACELA.

eu desconhecia
...
o que iria encontrar!

...no futuro poderão funcionar
como mapa
e cartão de visita.

Quando lá cheguei,
encontrei as palavras
que tinha lido
nas paredes das casas brancas, ainda mais brancas
por causa da luz
anunciada nos versos.


BELA a foto
a condizer com o poema...
Beijos

Nilson Barcelli disse...

Uma espera bem poética...
Gostei muito, querida amiga, continuas a fazer excelente poesia.
Rosa, tem um bom domingo e uma boa semana.
Beijo.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Suave, sensual, doce, nostálgico, belo...

Não é fácil escrever-se em rima; neste caso resultou bem...

bjinho amigo

http://odeclinardosonhos.blogspot.com disse...

E eu espero aqui sempre pois só assim tenho o privilégio de ler estes tão lindos versos!!!!
Fico maravilhada com a beleza de cada palavra que compõe os teus poemas!!!
Parabéns amiga
beijo
anacosta

LUZ disse...

Olá, Rosa Branca!

Como está?

É estranho que a opção comentários, esteja com zero comentários, quando já passaram 13 dias após a publicação do seu poema.

Espero que seja falta de tempo, apenas.

Se for algo mais, que Deus a ajude e alivie.

Não sei se já comentei ou não este poema, embora me pareça que sim.

Esperar, por vezes, desespera, mas quando se alcança o pretendido, foi "tão bom", esperar.

Bom fim semana.

Beijos da Luz, com estima.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

,

carlos pereira disse...

Maravilhoso poema... poeta do amor.
Gostei muito.

Andradarte disse...

Tanto sofrimento....tanto amor....
Gostei muito,,,
Beijo

Maria Emilia Moreira disse...

Olá boa noite!
Quem espera com tanto amor e tanta ternura, acabará por ter a recompensa! Um belo poema , sem dúvida.
Um abraço amigo.

Jota Effe Esse disse...

E que bela sereia serás, tão bela que as ondas param, para eu poder te beijar. Aguardo tua visita ao meu post A BUSCA DO NIRVANA.

Nilson Barcelli disse...

Rosa, querida amiga, como já li e reli e comentei, desejo-te "apenas" um bom fim de semana.
Beijos.

Manuel disse...

A espera é sempre dolorosa!
O poema magnifico.
Agora, queremos o regresso!
Deixo uns pingos de ternura para alimentar essas rosas que florescem!

MANUEL GOMES disse...

Rosa: Lindo Poema adorei.Sempre gostei de ler teus poemas.
Beijos
Santa Cruz

LUZ disse...

Olá, Rosa Branca!

Como está?

Talvez não tenha passado pelos meus blogues, e por isso, gostaria de avisá-la de que, temporariamente, e por questões profissionais, não postarei, nem comentarei os blogues seguidores dos meus. Coloquei um aviso lá, para que todos tomem conhecimento.

Bom domingo.

Um beijo, com estima.

Manuel disse...

Há cinco semanas de silencio, isso não vale!
Vou deixando uns pingos para atenuar a sede, pois só o regresso irá regar, verdadeiramente, estas rosas.
Beijinho

Mateus disse...

Não é que quem espera sempre alcance. Mas, quando alcança...

Bonito =)

bjos

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

edumanes disse...


Bom dia com alegria!
Bom fim de semana e prosperidade
Saúde, paz, carinho e amor, de noite e de dia.
Das minhas para as tuas mãos delicadas
Pega na chave da porta da nossa amizade
Por Deus com carinho e amor abençoadas
Mantém a porta do teu coração, aberta à felicidade.

Para ti, amiga Rosa Branca,
um beijo
Eduardo.

manuela barroso disse...

Quando a poesia também é música, resta só ficar a ouvir. Ou então levando os sons do seu compasso, da sua beleza. É isso que faço
Muitos beijinhos Rosa-branca

Nilson Barcelli disse...

Continuamos todos à espera que renasças...
Rosa, querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
Beijo.

Manuel disse...

Agora digo eu, também espero.
Sim! Espero o seu regresso.

http://odeclinardosonhos.blogspot.com disse...

Olá amiga bom dia!
Era realmente o meu aniversário.Venho agradecer-te a visita e os parabéns!!
beijinho
anacosta

Maria Rodrigues disse...

A espera trás uma saudade imensa que dilacera muitas vezes o coração.
Beijinhos
Maria

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Muito bonito e intenso!
Bjs

edumanes disse...

Se eu pudesse te beijava!...
Num momento de coragem
Se eu pudesse te levava
às nuvens numa viagem

Te desejo um domingo
bem passado,
No teu peito uma flor
O teu corpo perfumado
De carinho e muito amor

Um beijo
Eduardo.

O cantinho da SISI disse...

lindo poema kida, parabens adoreii
passei por aki e prometo voltar
beijinhos doces e bom e obtimo fim de semana...
p.s- sera k poderei add o teu blog ao meu ia adorar bjinhoss

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

...Lindo o seu blog... Feliz Natal e Boas festas

Pedrasnuas disse...

Rosa, eu ando igualmente ausente...não és a única. Confeccionar e expor em dois espaços diferentes é complicado, especialmente quando o tempo é muito limitado.... lá vou tentando e falhando aqui e ali....fica-me o consolo dos amigos me perdoarem as ausências e os que não puderem, compreendo-os perfeitamente!

O teu poema é o retrato perfeito da nossa indignação , a tua , a minha , a da maioria ... a verdade nua e crua escrita com mestria, um poema todo afinadinho. Beijinhos e um Ano Novo com tudo aquilo a que tens direito.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Sem dúvida um maravilhoso poema
acerca de uma espera.
Gostei imenso.
Bj.
Irene Alves