segunda-feira, 9 de julho de 2012

O MEU CORPO

O meu corpo é um poema
De dor e de amargura
Entregue ao meu dilema
E longe da tua ternura

O meu corpo é a saudade
Em rio a transbordar
Que ás vezes por caridade
Fica pronto a me afogar

É revolta é nostalgia
Amarrada em peito meu
Sina pesada, vazia
Que o destino me deu

O meu corpo é tormento
Sempre perdido no ar
Como pena solta ao vento
Onde o vento a quer levar

O meu corpo é um desejo
Que vieste despertar
Com a doçura de um beijo
E a luz do teu olhar

O meu corpo é agora
Uma rosa pronta a abrir
Nas asas da tua aurora
Nas ondas do teu sentir.


38 comentários:

✿ chica disse...

Muito linda tua poesia! Ótima semana,beijos,chica

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Lá onde mora o amor
não há dor, não há tristeza,
lá tem cor, lá tem riqueza,
lá tem bem, lá tem nobreza.
Lá onde mora a amizade
não há rancor, nem falsidade,
lá tem respeito, lá tem verdade,
lá tem afeto, lá tem cumplicidade.
(Saulo Fernandes)

Cumprimentos

Graça Pereira disse...

Amor, saudade, paixão, nostalgia e...com tudo isto, se constrói um belo poema onde cada palavra tem o seu segredo!
Ah, Rosinha, como tu vestes tão bem a poesia...
Beijo e votos de uma boa semana.
Graça

Claudio Poeta disse...

Muito bom! Belo blog! - Abração

Mona Lisa disse...

Magnífico e sensual poema.

O corpo de quem AMA!

Beijos.

A.S. disse...

Teu corpo
é dócil,
rebelde
inigmático
surpreendente
obsessivo
apaixonante...
uma rosa
abrindo suas pétalas
ao fulgor
de todos os sentidos...

Beijos,
AL

Mário Margaride disse...

Belo e sensível poema, amiga Rosa. Onde a ternura e a sensualidade, emergem em cada palavra.

Beijinhos e boa terça feira.

Mário

manuela barroso disse...

A sublimação do amor no pulsar do desejo.
Parabéns pela poesia, rosa
Abraço

Nilson Barcelli disse...

O teu poema é sofrido, mas é excelente. Gostei imenso das tuas palavras, da primeira à última quadra.
Beijo, querida amiga.

edumanes disse...

Fiquei a pensar
Neste seu lindo poema
Para o seu corpo a olhar
Leve como uma pena!

Perfume de uma rosa
No seu corpo morena
Escrevendo em prosa
Numa suave tarde serena!

Saudades de o abraçar
Mas não o posso fazer
Resta-me para ele olhar
Nem tão pouco a seu lado adormecer!

Lindo poema. Adorei.
Um beijo
Eduardo.

Jota Effe Esse disse...

Então abramos essa rosa e sintamos o seu cheiro. Meu beijo.

Sonhadora disse...

Minha querida

Gostei de vislumbrar no teu poema uma rosa a abrir.
Como sempre lindo...adorei e deixo o meu beijinho com carinho.

Sonhadora

mixtu disse...

o teu corpo...

uma rosa

um desejo

uma pena

no vento

da serra...

que te traz...


jajaja


abrazo serrano

Rita disse...

Olá minha linda obrigado por participar na Blogagem la no meu Blog
desculpa não estar postando aqui, é que não estava conseguindo entrar no seu Blog..mas hj consegui
Tem uns que ainda não consigo postar, talvez seja erro do Blog mesmo.
Esse poema é um shouw adorei
Bjuss de boa tarde
Rita!!!!!

Sandra Subtil disse...

Magnífico poema. O corpo é sempre a nossa casa de portas abertas ao amor.
Beijinho, minha querida.

:.tossan® disse...

O teu blog é um poema! lindíssimo! Bj

Rosa Branca disse...

Te achei nos blogs dos meu amigos e achei engraçado quando confundi seus comentarios com os meus, kkkk - bem parecido mesmo, nossa, passei para te conhecer, adorei, estou seguindo. Me visite:
Patricia
www.agape-amorverdadeiro.blogspot.com
www.patyiva.blogspot.com
www.tentardecoracao.blogspot.com

Lidi Horácio disse...

Achei seu blog na blogosfera.
E adoreii!

Já estou te seguindo..
Me visite tbm
http://lidiepaulo.blogspot.com.br

Beijocas
Ótima Noite \º/

Braulio Pereira disse...

que ternura

Divina


beijos!!

mundo da lua disse...

o amor é uma dor física.

abraços...

Zilani Célia disse...

OI ROSA BRANCA!
É, O CORPO É NOSSO TEMPLO, ONDE REZAMOS NOSSAS ORAÇÕES MAIS PROFUNDAS.
LINDO!
ABRÇS
zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Manuel disse...

Lindos poemas escritos, por certo, por uma alma apaixonada,

auaraa disse...

Que falo eu, depois de todos os comentários airragados ao seu maravilhoso poema.
Abaixar a cabeça e continuar a escutar a musa cantar.
Beijos amiga.
Jorge.

Andradarte disse...

'O meu corpo é um poema
De dor e de amargura'
............
Têm marca os teus 'poemas...'
Beijo

ELAINE disse...

Minha amiga! Adorei! Que poesia linda! Que declaração! Excelente final de semana! Abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Magia da Inês disse...

Muito bonito!

¸❤✿•.¸
♥ Bom fim de semana!
♡ Beijinhos.
Brasil

Nilson Barcelli disse...

Reli o poema com muito agrado.
Rosa, querida amiga, tem um bom fim de s emana.
Beijo.

Álvaro Lins disse...

Claro que as rosas murcham:)!
Excelente, agora a sério!
Bjo

Jorge disse...

Rosa amiga,
Um belíssimo poema sobre as mágoas de amor que o corpo tem guardadas dentro de si.
Bj

Evanir disse...

Ter vc comigo é maravilhoso! Obrigada pelo carinho e sua amizade.
Obrigada por reservar um cantinho em sua vida para abrigar o meu amor e carinho.
obrigada por partilhar comigo momentos tão sublimes nesta troca gratuita de amizade!
Que Deus te proteja hoje e sempre.
Obrigada também por estar sempre comigo
em todos os momentos da minha vida.
E através dessa magica telinha que encontrei
alegria de viver e lutar sempre .
Aqui tenho amigos reais por isso
sempre digo.
Amigos para Sempre.
Um feliz e abençoado final de semana.
Beijos no coração,Evanir.

Rita disse...

Bom dia de sábado!!!
Passando para deixar um carinho
pela presença sempre constante no
meu cantinho, elogiar o que vc tem
de bom,pq vc é uma pessoa querida,eu
agradeço pela belas postagens
Abraços
Bjuss
Rita!!

Antônio Lídio Gomes disse...

Sublime poema. Bem ao estilo romântico, e que afaga nossos corações.
Um abraço.

Maria Rodrigues disse...

Um poema escrito com alma e com a força do amor, Lindo!
Beijinhos
Maria

tulipa disse...

Gostei...!
SIM...esta beleza é esmagadora!
Bela poesia.

HOJE...
Festa "Tradições, Sabores e Aromas de Azeitão" com diferentes actividades em Vila Nogueira de Azeitão

Tasquinhas, provas de vinho, sopa caramela e variados produtos da região da Arrábida compõem a festa “Tradições, Sabores e Aromas de Azeitão”, que se realizou em Vila Nogueira, na Praça da República, em Maio 2012.

As conversas de taberna e a vida no campo foram a temática desta edição da “Festa do Manel da Horta”, organizada pela Junta de Freguesia de S. Lourenço, com apoio da Câmara Municipal de Setúbal.

Beijinho.
BOM DOMINGO

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema muito bem rimado e com passagens muito belas.

boa semana.

um beij

SOL da Esteva disse...

Uma belíssima descrição do sentimento que envolve esse sentir.


Beijos


SOL

Zé do Cão disse...

o corpo, o nosso corpo
em mutação permanente
vê os anos a correr
e morre precocemente

às vezes, às vezes.

o meu abraço

JOTA ENE ✔ disse...

ººº
Também gostei destas palavras e essencialmente este final:

"O meu corpo é agora
Uma rosa pronta a abrir
Nas asas da tua aurora
Nas ondas do teu sentir."

Beijo[ta]