segunda-feira, 12 de setembro de 2011

MAR SALGADO



Mar salgado ondulante
Que navegas meu sentir
Num sal d'aroma distante
Que fez a saudade emergir

Que fez sentir-me sereia
De um marinheiro atrevido
Que em noite de lua cheia
Ficou no meu mar perdido

Que passa os dias a beijar
A lua a sua menina
Navegam os dois em surdina
Não vá o dia acordar

Mar imenso assustador
A mim não me metes medo
Porque secas meu degredo
A saudade e a minha dor

Ó meu mar faz-me a vontade
Vê se podes afogar
O tempo e esta saudade
Que me está a matar

Mar salgado timoneiro
Dos meus sonhos meu sentir
Deixa de ser traiçoeiro
Entrega-me o meu marinheiro
Que eu adoço-te a seguir.

28 comentários:

Mara disse...

Boa noite!
O Mar e os versos dedicados a ele, sempre me encantam.
Beijo e boa semana.
mara

Mona Lisa disse...

Olá

Belíssimo poema!

O mar e o amor...uma ligação perfeita!

Bjs.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quantas vezes
navegando em um mar
de solidão,
desejamos encontrar
um porto
que nos acalme a vida.

Viver é sentir o
mundo com o coração.

O Profeta disse...

Nesta terra linda e verde
As pedras guardam mil e um segredos
Um arpão rasga o ar na procura do mal
Um traidor veste um fato de mil medos

As águas lavarão a lama do caminho
O vento alisará as pegadas na areia do Mar
O tempo ficará suspenso por um momento
Para eu…Orar, Caminhar, Amar…

Mágico beijo

Everson Russo disse...

O mar que assim como o amor é tão inspirador, profundo e misterioso....e claro,,,encantador...belos versos...beijos de bom dia pra ti amiga.

Talita disse...

Oi! amiga rosa-branca

Encontrei vc no blog do Alvaro Oliveira. Então entrei e adorei
a sua poesia, muito linda. sou sua seguidora.
Beijinhos, voltarei


:Talita

Maria João Brito de Sousa disse...

Fiquei encantada por encontrar uma roseira-branca!
Todos nós temos as nossas simpatias por determinados tipos de poesia e eu gosto imenso da redondilha maior que encontro neste mar salgado!
Um abraço!

Machado de Carlos disse...

O mar chega com sua prece. Faz-nos aguçar os sentidos. Procuramos na água salgada a conjugação do verbo amar. Unimos este verbo com os aromas da palavra saudade. Aquela alegria de quando recebemos a frase: - Eu te Amo, meu Amor! Um amor para sempre!

Everson Russo disse...

Um dia repleto de carinho e paz pra ti minha amiga..beijos.

Mário Margaride disse...

Querida amiga

Belas palavras, onde a saudade emerge com toda a forças da tua alma.

Beijinhos e um lindo dia!

Mário

SOL da Esteva disse...

Roseira Branca

Poema lindo, pleno de verdade e de magia.
Quase me atreveria a que fizesses comparações com o Fernando Pessoa, no seu "Mar Português" se o não conheces já( www.weronline.com/nuno/poemas/poemas_Mar_Portugues.htm ).

Felicidades para ti e para a tua "veia" Poética.

Beijos

SOL

Ana Martins disse...

Boa noite, Rosa Branca!
O mar e o amor, o amor e o mar, são sempre os responsáveis pelos mais belos poemas!

Beijinho,
Ana Martins

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa marinheira!

Estou certo que se o mar salgado soubesse ler, contente ficaria por este lindo poema lhe ofereceres, e mais certo estou ainda que de bom grado o teu pedido iria atender.

Muito bonito.
Beijinhos.
Vitor

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre embalei-me em cada palavra do teu belo poema...naveguei na tua saudade.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Estela disse...

Lindo! Um poema ao balanço do mar...
"Entrega-me o meu marinheiro
Que eu adoço-te a seguir."
Beijocas.

tossan® disse...

Poesia Pura! Lindíssima! Vasculhou lá no fundo! Bj

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Olá minha querida, o tempo passa mas não passa o teu encanto pelo mar, sempre que escreves sobre ele ficas rodeada pela sua branca espuma.
Adorei o teu lindo comentário pois só tu e mais dois amigos sempre tem um miminho alem dos lindos comentários.
E o tempo vai passando e eu estarei sempre esperando pelo nosso encontro, um dia quem sabe ele chega, bom fim de semana com beijinhos de luz e muita paz em teu coração...

Luís Coelho disse...

O mar interior que nos agita e nos fortifica, que nos sacia e nos vicia em ondas de desejos.
O sal desse mar é amor que se duplica e nos vai adentrando na vida de cada dia.

Nilson Barcelli disse...

O mar nem sempre é traiçoeiro... às vezes até deixa de ser salgado...
Belíssimo poema, como sempre. Gostei imenso das tuas palavras.
Rosa, tem um bom domingo.
Beijos.

Nita disse...

Segui perfume e encontrei este blog.
Conhecer alguém aqui e ali……

Um beijo da Nita. Hoje de bom dia!

**-.♥Luis Perdigao♥.-** disse...

Ó mar salgado
quanto do teu sal
são lágrimas de Portugal
quantas noivas ficaram por casar
quantas mães ficaram a chorar
para que fosses nosso ó mar.

Amiga tudo de bom em sua vida, continue a escrever tão lindos poemas
beijinhos...

Universo Paralelo em Versos disse...

Lindo, poesia surpreendente. Um deleite ler tuas poesias construídas com a mais pura arte. Singelo!

A.S. disse...

O Mar! O seu fascinio! Será sempre uma eterna fonte de inspiração...


Beijos,
AL

Ricardo Miñana disse...

El mar inspira tu precioso poema.
un placer leerte.
feliz semana.

Mariana disse...

O mar é inspirador, nos acalma assim como pode ser assustador.
Que saudades do cheiro dele e do seu som.

Marcos Campos disse...

Ah saudade !!
Beijo !!

BlueShell disse...

O mar...pode levar a saudade...mas o tempo...ninguém vence o tempo.
Gostei
Bj

Maria disse...

Simplesmente maravilhoso.
Hoje deixei no meu blog “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” - http://maria-selinhos-presentesdosamigos.blogspot.com/2011/10/selo-de-qualidade-este-blog-e.html - um miminho especial é o “Selo de Qualidade”, o seu cantinho merece pois é um espaço onde a poesia enleva o nosso coração e nos faz divagar para além da nossa rotina.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria