domingo, 20 de março de 2011

ESPERO-TE




Espero-te linda aurora
Na praia da formosura
Navegando borda fora
Num veleiro de ternura

Espero-te no meu convés
Vestida de branco linho
P'ra navegar lés a lés
Nas ondas do teu corpinho

Espero-te na praia nua
Enleada na areia
Vestida da luz da lua
P'ra ser a tua sereia

Espero-te na nostalgia
Que me espreita sem jeito
Deixando a agonia
A bailar dentro do peito

E até nas asas do vento
Eu te espero meu amor
Acaba-me com o tormento
Desta espera por favor

Espero-te na enseada
Dos sonhos e dos desejos
Pois a saudade, a danada
Só quer ser alimentada
Pelo sabor dos teus beijos.

39 comentários:

Perola disse...

Boa noite amada,muito obrigado pelo carinho da visita.
Quer dizer que ganhei mais uma poeta!!!
Qualquer dia eu arranco a orelha de um por um rs.
Vocês são fantásticos,o que seria de mim sem vocês,denunciam a gente de uma forma prazerosa.
Parabéns pelo poema.
Lindo!!!
Eu também espero.
Bjsssssss

Letícia Nunes disse...

Deliciosa espera por amor!!

Beijos amiga Rosa

Nilson Barcelli disse...

Excelente.
As tuas rimas estão cada vez com mais sonoridade e encanto.
Gostei muito.
Querida amiga Rosa Branca, desejo-te uma óptima semana.
Beijos.

Mona Lisa disse...

Saudades que doem...

Soberbo,o teu poema.

Parabéns.

Bjs.

Vieira Calado disse...

Agora que a primavera está aí,

renascem todas as esperanças!

Bjsss

Mara disse...

Querida!
Gosto muitos dos seus versos!São sempre repletos de sensibilidade, parabéns!
Beijos,
Mara

Letícia Nunes disse...

OI Rosa!!
Pega lá no meu cantinho o selo de Blog com Essência Feminina!!
http://solvidaetudomais.blogspot.com/2011/03/para-um-dia-especial-um-presente.html

Beijinhos

Graça Pereira disse...

Minha Querida
O teu layout está lindissimo...para este começo de Primavera!
O teu poema...bem o teu poema sabe a muitas esperas... A do amor que nunca se esquece, a da Primavera que nos torna mais sensíveis á vida, a da felicidade que ás vezes faz jogo de esconde-esconde connosco... e eu espero a saudade, a danada...que me visita todos os dias!!
Mil beijos e parabens por esta delícia,
Graça

Braulio Pereira disse...

olá Querida amiga

adoro ler-te e relerte

simples e profundo poema .

feliz semana..

beijos!!

MIESFE - 64 disse...

Precioso este poema.
Un abrazo

Wanderley Elian Lima disse...

Esperar por alguém, trás angústia e ansiedade, mas à sua chegada nosso mundo se transforma. Tomara que venha logo.
Bjux

José disse...

Olá Rosa!
Sempre são lindos os seus poemas, embora um pouco tristes às vezes, mas a solidão também é triste.
Gostei especialmente da parte final do seu poema,
a gente aqui diria a saudade, a "ma-rafada"

Um beijinho,
José.

Maria Luisa Adães disse...

Lindo seu poema!

"E eu espero a saudade, a danada...que me visita
todos os dias!"...lindo!

Tenho estado doente e ainda estou, daí minha
ausência. Obrigada por a encontrar no meu "Lamento"...

Mª. Luísa

Marcos Campos disse...

Ah !! A agonia dessas esperas quando se está apaixonado....delicia de poema !
Beijo e boa semana !!

carlos pereira disse...

Cara amiga Poetisa do amor;
Belo, Lindo poema; que quadras arrebatadoras.
Gostei imenso.
Um beijo.

Professora Carla Fernanda disse...

Boa noite amiga!!
Desse alimento aí todo mundo precisa...beijos...ah!!
Beijos então!!
Carla Fernanda

sonho disse...

Linda espera de amor...
Beijo d'anjo

Simone Martins2 disse...

Nossa!!Voce sim escreve bonito...eu me senti um pequeno grao de areia diante de tuas poesias...Viajei por tuas belas escritas e me vi em algumas delas...muito lindo e obrigada pelas suas palavras gentis...amei e to te seguindo....obrigada pelo carinho...bjin

Cristal de uma mulher disse...

Simplesmente maravilhoso.Luzes em palavras refletem magia e amor.

Um grande abraço

EL AVE PEREGRINA disse...

Belo poema Roseira, cando un espera...faino en tódolos currunchos que atope pois na mente sempre vaí... ese amor que se añora.

Un bico.

Maria Valadas disse...

Muito bom este rosário de quadras.
Intensidade nos sentimentos. Foi um prazer ler a tua alma, minha querida Rosa.
Beijinhos,

Bom Inicio de Primavera.

Maria

Everson Russo disse...

É sempre suave essa espera do amor,,,que ele venha com a nova estação...beijos de bom dia pra ti querida.

Daniele Barizon disse...

Olá!! Agradeço a visita!! Excelente semana para vc!!

Bjs!!

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Joana e Sofia disse...

Maravilhoso!!!!!!

Beijos
Joana e Sofia

Maria Valadas disse...

Belo poetisar minha querida!
Quem me dera conseguir escrever tão docemente os sentimentos.

Bom inicio de Primavera, amiga-

Beijinhos-

Maria

Rosa Goncalves disse...

Minha querida, estes seus poemas são lindos adoro por aqui passar para ler esta linda beleza, convido-a a visitar o meu novo blog --http://imagemmundo.blogspot.com/ irá ver o mundo em tamanho grande espero que vá gostar. jinhossss

Mariana disse...

Que poema lindo, ou seja divino.

Faniquito disse...

Oii, minha querida !!!

Que bela espera !!! Vc arrasa !!! :)

Beijinhos com carinho

Ana

LOURO disse...

Olá Rosa Branca!
Que poema sublime...Esta espera nos traz,uma saudade danada,só querer ser alimentada pelo sabor dos teus labios...

Beijinhos de carinho e amizade
Lourenço

Sonhadora disse...

Minha querida

Somos feitas de esperas...de sonhos mortos...de ausências...de tudo e nada.
Lindo como sempre, adoro ler-te e deixo um beijinho carinhoso.

Sonhadora

Daniel Costa disse...

Rosa Branca
Adorei o teu poema tão suave, a palavra ternura consubsubtância o esta maneira de o sentir.
Beijos

Graça disse...

Continuas a (d)escrever o simples sentir da vida, de uma forma tão tua.

Gostei imenso e mais, quando penso em ti, penso-te 'veleiro de ternura' (tão bonita, esta expressão).

Beijo de carinho e saudade, minha amiga.

A.S. disse...

Quanto maior for a espera, mais intenso será o momento do encontro!!!

Beijos meus,
AL

Jorge Pimenta disse...

querida flor,
pergunto-me por que são os poetas aqueles que sempre esperam...
beijinho e um verso!

FG Arts disse...

Adorei o poema, tão lindo e profundo, continua a presentear-nos com algo tão belo.

Beijos

Filomena Guedes

Maria João disse...

Que seria da saudade se a espera não fosse tão, lentamente, dolorosa?

Beijinho amiga

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, passei para te desejar um bom fim de semana.
Beijos.

Natalia Nuno disse...

Lindo...lindo amei ler.

beijinho