quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

CANSEI!...




Cansei, porque a ternura
Que sempre esteve escondida
Deu a volta à fechadura
E descobriu a saída

Cansei, porque a amargura
Que sempre me atormentou
Foi-se embora noite escura
Porque de mim se cansou

Cansei, porque a saudade
Me fez chorar, nunca rir
Deu lágrimas à caridade
E secou o meu sentir

Cansei, porque o amor
Sempre gelado, vazio
Hoje sopra o seu calor
A arder em desvario

Cansei! Que hei-de fazer
Eu vou ter que decidir
Se dou asas ao dever
Ao coração, ao sentir

Vou dar asas ao sentir
Ao dever a condição
De a mim nunca traír
E de jamais ir saír
Sem ordem do coração.

25 comentários:

nacasadorau disse...

Oiça sempre o seu coração, ele não a deixará ser infeliz!

Beijinho

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre cheios de sentimento os teus poemas...quantas vezes queremos...mas não podemos...embora continuemos a querer.

Deixo um beijinho carinhoso
Sonhadora

A.S. disse...

Rosa-Branca,

Tal como a vida, o amor é feito de prazer e de cansaços. Mas é sempre decisivo ouvir a voz do coração!

Beijos,
AL

MIESFE - 64 disse...

Precioso poema ,pero por favor no te canses en escribir
Un abrazo

Wanderley Elian Lima disse...

Mesmo que a gente canse, desistir nunca. A vida é feita de tentativas, e nelas podemos encontrar a nossa felicidade.
Bjux

carlos pereira disse...

Cara Poetisa do amor;
LINDO, este seu poema; as palavras tomam vida e entram-nos pela alma dentro.
Gostei bastante.
Um beijo.

Mona Lisa disse...

Olá

Dá asas ao coração. VIVE!!!

Bjs.

sonho disse...

Todos temos momentos de cansaço...mas nunca devemos desistir...:)
Beijo d'anjo

Mara disse...

Oi amiga!
Gostei desse poema, muito lindo!

Vou dar asas ao sentir
Ao dever a condição
De a mim nunca traír
E de jamais ir saír
Sem ordem do coração.

Bjs,
Mara

Maria João disse...

É a desilusão que nos faz desistir.
Cansadas, somos barro ou lava...mas transformamo-nos sempre!

Um beijinho Rosa

BELA FLOR. disse...

Bom dia! Passando pra te dar uma visitinha e dizer amo vc amiga!Força,desejo um ótimo final de semana abração,beijos

Machado de Carlos disse...

Escrevendo sentimentos, belos poemas, penso que quando se cansar de uma fase, iniciará outra, com tudo novo, como se o Sol se abrisse novamente para outro dia.
Parabéns pelas tuas belas palavras!
Beijos!...

Luis G. disse...

Muchas gracias por dejar tu precioso comentario en mi blog. Tu poema florece en sentimientos, el camino siempre nos enfila hacia la firme voluntad...

Besos,

Luis.

José disse...

Eu não cansei de aqui vir
para ler a sua poesia
com palavras de sentir
de tristeza e alegria.

Um bom fim de semana,
José.

Jorge Pimenta disse...

o cansaço pela falta de alguma coisa é o primeiro aferidor daquilo por que vale realmente a pena lutar.
um beijinho, rosa-branca!

São disse...

Pozes, cansamos...e ficamos um pouco à deriva. Mas acabamos sempre por encontrar o caminho.

Bom fim de semana

Janita disse...

Querida amiga.
O último verso deste teu belo poema, é o caminho certo e aquele que deves seguir sem jamais te cansares!

Obrigada por tudo...

A amizade não cansa
Quando é pura e verdadeira
Óh, querida Roseira-Branca
Tu és pura, alva e...inteira!

Beijinhos com ternura.

Janita

Graça Pereira disse...

Querida Amiga

Quando a vida nos trouxe desalentos
Horas desesperadas de amargura
Muitos cansaços passando, mas lentos
Saímos de nós, á nossa procura!


Embora cansadas da solidão
viviamos de uma só esperança:
Seguir sempre o coração
na rota da nossa lembrança!

Ser fiel ao nosso sentir
Nunca nos pode atraiçoar!
Sobre o cansaço vem o rir
e a vida toda transformar!


As tuas quadras parecem pequenos botões de rosa que vão florindo

aos poucos quase em vésperas da Primavera!
Mil beijos
Graça

assime disse...

Mais uma bela escolha de imagens que complementam tão belas palavras.
Por vezes amargas, mas sempre com o amor a imperar.
Abraço do JF

Nilson Barcelli disse...

O cansaço acontece, mas nem sempre é fácil dar asas ao sentir...
Belíssimo poema, como sempre.
Querida amiga, bom resto de Domingo e boa semana.
Beijos.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

A vida é nuvem que passa
o tempo é água a correr
esta vida só tem graça
se a soubermos viver.

Beijinhos de luz e paz

Machado de Carlos disse...

Errata: - Quando comentei aqui, era para escrever apenas o soneto “Noite Longa”, mas ao colar o soneto, colei outras palavras. Queira considerar apenas o Soneto e não as outras palavras que compõe o comentário.
Por favor, desculpe-me pelo erro!
Beijos!...

Machado de Carlos disse...

Noite Longa

Por que me deixaste nesta sina?
Ai, relógio! — Tu morres nas tuas horas?!
O telefone calou-se... Não chora!
Esta triste espera envelhece, ensina...

O tempo retarda o raiar da aurora;
Meus pensamentos perdem-se em ruínas,
Não esqueço... Vejo tu’alma cristalina,
A despedir-se a qualquer hora...

Terás comigo nesta noite fria?
... difícil será a chegada do dia!
Tolero as provas em pleno léu.

Tudo caiu e ruiu neste vendaval!...
Ainda não entendo o porquê deste mal;
Amor, - preciso de ti e do teu céu!...

Machado de Carlos

Runa disse...

Nem sempre o coração nos leva ao caminho certo. Por vezes, leva-nos a labirintos de onde jamais saímos. Eu prefiro confiar no instinto, mas adorei o teu poema, do qual destaco a primeira e a última estrofe.

Beijos

Runa

Maria Soledade disse...

Minha kida Amiga, ouça, sinta á sua última quadra:

"Vou dar asas ao sentir
Ao dever a condição
De a mim nunca traír
E de jamais ir saír
Sem ordem do coração"

Beijinhso Grandes