terça-feira, 14 de dezembro de 2010

NÃO QUERO MAIS ACORDAR


Não quero mais acordar
Porque sei que te não vejo
Para não ter que amarrar
A força do meu desejo

Para não ter que sentir
Na minh'alma a solidão
Pois eu não quero vestir
O sonho com a ilusão

Não quero mais acordar
No meio da hipocrisia
Onde atiram para o ar
Sorrisos sem alegria

Onde sem voz vão cantar
A paz e todo o amor
Para depois espalhar
Rios de tristeza e dor

Não quero acordar agora
Porque cá dentro de mim
Está o Natal d'outrora
Que foi tão triste e ruim

Só quero acordar então
Quando sentir teu calor
Bem junto ao meu coração
Dar asas à nossa paixão
Nos teus braços meu amor.

40 comentários:

C@urosa disse...

Olá querida amiga Rosa Branca, um sensível poema sobre os sonhos lindos de paz e harmonia.

Este é o primeiro preceito da amizade: pedir aos amigos só aquilo que é honesto, e fazer por eles apenas aquilo que é honesto.
(Cícero)

forte abraço

C@urosa

Mona Lisa disse...

Olá

O receio de acordar do sonho...

Fabuloso!

Bjs.

Andradarte disse...

Achei maravilhoso.....Pois que a paixão não
esmoreça, até ao abraço final...e então poder
acordar....

Beijo

Runa disse...

Olá, amiga
Era bom que tivéssemos essa capacidade de adormecer e só acordar depois da tempestade passar...
Gostava que passasses pelo meu blog e juntasses o meu selo à tua bela colecção. Tenho muito prazer em to oferecer (está na página dos selos).

Bjs

Runa

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga Rosa Branca

Apesar de algo ausente, não esqueci este belo
espaço. Com o lançamento do livro, o tempo se fez curto.
Um poema sensivel, com sentimento profundo.
Muito belo.
Beijinhos
Alvaro

Renato Baptista disse...

Mais um ano cheio de poesia
Algumas tristezas, muitas alegrias
Versos e prosas encantando nossas vidas
E a certeza de que as amizades preciosas
Elevam a alma, erguem o nosso dia a dia.

Que o Natal seja lindo para você e os seus
E que 2011 seja um ano de muita Paz, Saúde e Felicidade.

Agradeço profundamente pelo companheirismo
e pelo constante apoio e carinho para com as minhas letras.

Feliz Natal e Um Super 2011 para você.

Renato Baptista

Wanderley Elian Lima disse...

Dormindo sonhamos, e acordar a realidade da ausência, pode doer bastante, causada pela sensação de vazio deixado.
Bjux

Mara disse...

Gostei muito....
Bjs

carlos pereira disse...

Minha cara amiga;
Mais um lindo poema, onde o amor é tão bem cantado.
Gostei muito.
Um beijo.

Julia disse...

Olá
Obrigada pela estrofe que deixou em meu blog. Gostei muito.
Desse seu novo poema, lindíssimo por sinal, gostei de:
"Não quero mais acordar
No meio da hipocrisia
Onde atiram para o ar
Sorrisos sem alegria"
Porque acho que uma das grandes qualidades de alguém é a sinceridade.
Um abraço

EL AVE PEREGRINA disse...

Fermoso... roseira branca, as penas é mellor esquencelas...e acoller esa bela alegría.

Quédome con:

"Não quero mais acordar
No meio da hipocrisia
Onde atiram para o ar
Sorrisos sem alegria"


Bicos e Feliz Nadal.

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Olá Amiga
mais um poema que achei maravilhoso
Muitos prabéns!!!
Ana Zuzarte

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Esta é a minha rosa branquinha, a de quem eu me habituei a amar sem ver a cor mas sempre pensando que é branca e transparente. Aquela de quem eu via tantos e tão lindos poemas de amor pelo mundo todo, e, todas as coisas belas, e por vezes tristes que a natureza nos vai dando ao longo da nossa vida, minha querida este é mais um de t5antos belos e lindos que corre nas tuas veias.
Beijinhos mil de luz e paz, porque o amor está em teu coração.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Que bom seria se estivesse ao nosso alcance podermos estar acordados somente para as coisas boas da vida; do que nela gostamos, daquilo com que sonhamos - e nos faz feliz.
Seria bom ... só que não passa dum sonho...
Lindo poema!

Beijinhos.
Vitor

http://vitorchuvashortstories.wordpress.com/

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, este teu poema é tão bonito.
Ficará ainda mais interessante se for cantado...
Beijos.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Desnuda disse...

Querida amiga,

um poema belíssimo e concordo com o amigo Nilson.

"Só quero acordar então
Quando sentir teu calor
Bem junto ao meu coração"


Um despertar como este é maravilhoso...


Carinhoso beijo, Rosa.

Jacque disse...

Obrigada pela visita...
Eu estou oferecendo um cartão de Natal, no meu Blog AGUA DE ROSAS, apareça...
http://aguaderosas-jacque.blogspot.com/

Machado de Carlos disse...

Quando vivemos um grande sonho, melhor seria não acordar. Acordar seria perder a magia daquele sonho inesquecível.

Belíssimo Poema!

Beijos!...

Braulio Pereira disse...

olá querida

que lindo. poema de AMOR

beijos for!!

MeuSom disse...

ROSA

Tinha passado em "despi-me", para te convidar a pegar os selinhos que estão abaixo do presépio. Algo correu mal e o comentário não ficou?!...
Renovo o convite e agradeço o teu carinho nas "minhas rosas" :))))

Sei que vais acordar um dia nos braços do teu amor, dando asas e cantando toda a tua paixão!

Tem Feliz Natal, Roseira Branca!
Beijo.

Everson Russo disse...

Um poema lindo, carregao de sonhos, desejos, e versos de amor...beijos de bom dia pra ti querida.

Marinha disse...

Lindo!!!
Mas acordar pode tb significar uma outra possibilidade de ser feliz.
Bjo, querida.

Olavo disse...

Ah que maravilha de poema...
é assim que quero tambem
Beijos

Maria Soledade disse...

Minha Amiga Rosa Branca.Lindo,muito lindo este teu poema e tão repleto de verdade.Não quero realçar todas as quadras pois todas estão igualmente belas.Mas a última...a última obrigou-me a verter uma lágrima mais teimosa...Simplesmente porque...me revi em todo este poema.Obrigada.Lindo,Lindo...

Apesar de ausente (penso que sabes porquê)deixo-te um beijo de Natal muito especial...

Feliz Natal minha Kida

Graça disse...

Querida Rosa, gostei tanto deste teu poema... e desta quadra, em particular.

Não quero mais acordar
No meio da hipocrisia
Onde atiram para o ar
Sorrisos sem alegria



Um beijinho de imenso carinho.

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá, vim deixar um carinho de amiga, com abraços de paz, beijos no teu coração.♥

Olavo Bilac

Natal


Jesus nasceu. Na abóbada infinita
Soam cânticos vivos de alegria;
E toda a vida universal palpita
Dentro daquela pobre estrebaria...

Não houve sedas, nem cetins, nem rendas
No berço humilde em que nasceu Jesus...
Mas os pobres trouxeram oferendas
Para quem tinha de morrer na cruz.

Sobre a palha, risonho, e iluminado
Pelo luar dos olhos de Maria,
Vede o Menino-Deus, que está cercado
Dos animais da pobre estrebaria.

Não nasceu entre pompas reluzentes;
Na humildade e na paz deste lugar,
Assim que abriu os olhos inocentes
Foi para os pobres seu primeiro olhar.

No entanto, os reis da terra, pecadores,
Seguindo a estrela que ao presepe os guia,
Vem cobrir de perfumes e de flores
O chão daquela pobre estrebaria.

Sobem hinos de amor ao céu profundo;
Homens, Jesus nasceu! Natal! Natal!
Sobre esta palha está quem salva o mundo,
Quem ama os fracos, quem perdoa o mal,

Natal! Natal! Em toda a natureza
Há sorrisos e cantos, neste dia...
Salve Deus da humildade e da pobreza
Nascido numa pobre estrebaria.

FELIZ NATAL!

Maria Valadas disse...

Querida Rosa,
Adorei mais este belo poema, tão recheado de realidades.
Um bom fim de semana.
Beijinhos da

Maria

Daniel Costa disse...

Rosa-Branca

Gostei do poema, no fundo o poema é escrito de verdades. As que muito estarão a atravessar o tempo de esquecer.
Abraço

. intemporal . disse...

.

. venho por ora desejar um santo e feliz natal extensível a todos os familiares e amigos que te sejam essência ao peito .

.

. e um ano de 2011 próspero em todos os objectivos a que te proponhas .

.

. com amizade,,, .

.

. paulo .

.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quem dera que este desejo fosse possível.
Mas mesmo no adormecer,
há histórias vividas,
que nunca adormecem,
e que jamais adormecerão em nós...

Que os sonhos sempre brilhem em ti.

Folhetim Cultural disse...

Parabéns pelo blog e pelos textos... Tenho um blog chamado Folhetim Cultural gostaria que visita-se este é o endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com
Vamos trocar conhecimentos...
Ass: Magno Oliveira
Folhetim Cultural

**-.♥Luis Perdigao♥.-** disse...

Minha querida amiga adorei seu lindo poema, suas palavras são de uma ternura sem par, esteja sempre em paz e harmonia com o Divino.
Lhe desejo um Santo e feliz natal com muita saúde amor paz e alegria, e que os próximos poemas venham pintados com as cores do arco-íris.
Abraços de amizade

Maria disse...

Que poema maravilhoso!
Aproveito para desejar a si e a toda a sua família e amigos, um Feliz Natal, repleto de alegria, saúde, paz e amor.

“A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (desconhecido)

Que a Luz e o Espírito de Amor do Natal, consigam prevalecer nos nossos corações ao longo de todos os dias do ano que está a chegar, para seja sempre Natal.

Beijinhos
Maria e familia

Faniquito disse...

♥♥ Oii, amiga !!! ♥♥

Que possamos sempre ter e guardar em nossos ♥♥ o amor por esse Homem que nasceu e morreu por nós !!!

Tenham todos um abençoado e santo natal !!!


\o/ Bejinhos \o/


Ana

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Acorde, querida Rosa, porque o seu poema é lindo e verdadeiro, e porque você está cercada de amigos que lhe desejam o melhor neste Natal e em 2011.
Seja feliz, minha amiga, grande poetisa, grande mulher.
Um grande beijo,
Renata

Joana e Sofia disse...

Boas Festas!

Beijos
Joana e Sofia
cantinho-da-mama

Daniel Savio disse...

Todos nós temos de acordar, mas não quer dizer que não possamos lutar por aquilo que desejamos, não é?

Fique com Deus, menina Roseira Branca.
Um abraço.

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

O Natal já lá foi...

vem aí o NOVO ANO!

Que ele seja como uma rosa a desabrochar,

de fundadas esperanças,

e realizações,

para si!

Bjs

tossan® disse...

O importante é que a nossa emoção sobreviva neste Ano Novo que se aproxima. Beijo