terça-feira, 7 de dezembro de 2010

DESPI-ME


Fotografia: Martin Zurmuehle

Despi-me de nostalgia
Só para te receber
Adornei-me de alegria
P'rá tua alma reler

Deitei-me no teu sorriso
Naveguei no teu olhar
E descobri que preciso
Amar-te para sonhar

Na alma pintei então
A doçura dos teus beijos
E junto ao teu coração
Eu pincelei meus desejos

A ponto pé-de-flor
Teu nome no meu enleei
E com as linhas do amor
Os nossos sentires bordei

E no mar da amargura
Onde estava a morar
Abracei tua ternura
E nela ousei voar

Despi-me e então usei
O vestido da verdade
Por ruas e becos andei
E como não te encontrei
Então morri de saudade.

42 comentários:

Mara disse...

Que bela poesia!
Parabéns!
bjs

EL AVE PEREGRINA disse...

Fermoso é atopar ese sorriso e navegar na súa ledicia.

Quédome con :


"Deitei-me no teu sorriso
Naveguei no teu olhar
E descobri que preciso
Amar-te para sonhar"

Unha aperta Rosa Branca.

Runa disse...

"E como não te encontrei
Então morri de saudade."

A vida é uma busca interminável por algo que nos falta e não somos capazes de achar...

Beijos

Runa

Machado de Carlos disse...

O Amor é assim mesmo. Procuramos por ele, pois sabemos que ele existe.
Obrigado pelo seu comentário em meu soneto.
Beijos!...

Bela escolha pela música/vídeo.

Wanderley Elian Lima disse...

Apesar de ter um final triste, é um lindo poema.
Bjux

Eduarda disse...

Rosa,

Loucura é não sentir, não nos despirmos de nostalgia.

belo e sentido como sempre.

bj

Mona Lisa disse...

Olá

Um grito de recordações...uma saudade que dói...saudade de quem ama...

Tocou-me!

Parabéns pelo Soberbo poema!

Bjs.

Olavo disse...

Descobri que preciso te amar para sonhar...
È perfeito..
Bjs

Graça disse...

Lindíssimo, Rosa.

Beijinho de boa noite e obrigada, sempre, muito, pelo carinho que deixas no meu 'palco'.

joaquimdocarmo disse...

Rosa-Branca, aqui nos presenteia com mais um encantador poema, simples e melodioso como é, aliás, sempre, um sentimento profundo!
Beijinho

Marinha disse...

Despir-se é a melhor maneira de se ver e mostrar inteira.
Um beijo, querida.

Beatriz Prestes disse...

Poesia que é o mais lindo enlevo...porque enlevo é sentir!
Teu blog, teu escrever, são mágicos minha amiga!
Beijo carinhoso
Bea

Ah minha amiga...gostaria de te fazer um convite.
Venha participar da Casa da Poesia.
Acesse o link abaixo e cadastre-se minha amiga
estaremos te esperando com imenso carinho!
Será um presente tua poesia lá tbém.
Beijão minha amiga

http://casadapoesia.ning.com/

Daniel Costa disse...

Rosa

Diferente,na verdade, mas a beleza é intrínseca. A tua imagem de marca, a que que não fatou ainda a palavra amrgura. Simplesmente, gostei!
Beijos

Jorge Pimenta disse...

quanto mais roupa ponho no corpo, mais nu me sinto...
um beijinho, flor-branca!

. intemporal . disse...

.

. é sempre de nudez que tatuamos a pele . onde a sensibilidade a.flora e floresce .

.

. grat.íssimo pela presença no aniversário do #intemporal#, sem a qual, tudo seria efectiva.mente mais pobre .

.

. um beijo meu,,, .

.

. paulo .

.

. p.s. ontem, por erro meu, rejeitei em vez de confirmar o teu comentário nos #terraços de um anjo# . no entanto, como o recebi também por mail, procedi à sua publicação . as minhas des.culpas .

.

Everson Russo disse...

Tão lindo esse despir da alma em versos, em sentimentos que se jogam soltos no ar...beijos de lindo dia pra ti querida.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Na alma pintei então
A doçura dos teus beijos
E junto ao teu coração
Eu pincelei meus desejos,

que lindo, amiga, mas que desfecho triste!
Mas assim como a vida, nem sempre os poemas são felizes. Nem por isso, o seu deixa de ser belíssimo! Parabéns! Gostei muito das músicas do seu blog.

Beijos!
Renata

José disse...

É um encanto ler a sua poesia
e ouvir esta linda música
é bom estar aqui.

Procuramos o nosso amor
para fugir da solidão
e afugentar aquela dor
que nos magoa o coração

Procuramos sempre alguém
para não estar-mos mais sós
e às vezes não vemos bem
e ela está bem perto de nós

um beijinho.
José.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Quantas vezes não é o sonho bem melhor que a realidade...?

O poema é um lindíssimo bordado com todas as cores e matizes dos sentimentos humanos,tecido com o fio do teu enorme talento.
Parabéns!
beijinhos.
Vitor

http://vitorchuvashortstories.wordpress.com/

Faniquito disse...

Oii, minha linda !!!

Impossível entrar aqui e não sair emocionada!!!Ah que delícia ...sonhar !!!

Beijinhos

Ana

Marcos Campos disse...

Lindo poema Branca!
Morrer de saudade...
Beijo!

Virgínia do Carmo disse...

E morrer da saudade pode doer tanto!...

Beijinho

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Despida de preconceitos
como que, viestes ao mundo
para nos dares mais um poema
tão cheio de amor profundo

Amiga a tua poesia
é tão clara como água
não precisas te despir
para mostrares a tua mágoa

Teu poema é de um encanto
que me envolve e me acalma
tu escreves para todo o mundo
aquilo que te vai na alma


Beijinhos de luz e aquele abraço muito breve.

Nilson Barcelli disse...

Mais um belíssimo poema.
Gostei imenso, querida amiga.
Um beijo.

Sofá Amarelo disse...

Há que nos despirmos se possível das adversidades e vestir então o fato das sensações com o sentido nos sentidos da vida!

so sad disse...

no amor é preciso despir-se de tudo para que seja verdadeiro...
beijo!

Isabel Silva disse...

Olá, bom dia.
Vim agradecer a sua visita.
obrigada pelo comentário
Sua poesia é muito bonita.
beijos

Meus Netos...Minha Fortuna!!! disse...

Minha boa amiga

É um prazer imenso entrar neste amoroso e encantadort cantinho cheio de talento.
Parabens por isso.

Venho agradecer todo o carinho deixado no meu blog pelo nosso aniversário.

Obrigada, não esquecerei este gesto tão querido!

Beijinhos com muita ternura

Vóvó Cassilda

ErikaH Azzevedo disse...

E é tão diuficil sentir uma ausencia , enqto o amor ainda se fazpresença em nós. Saudade que maltrata essa...eu prefiro as saudades que nos fazem sorrir.

Lindo poema menina, recheado de sentir.

Adorei.

Bjos

Erikah

Vieira Calado disse...

... e quando nos despimos...

ficamos nus...

Somos nós próprios!

Beijoca

Desnuda disse...

Rosa Branca,

achei escandalosamente lindo este poema!


Beijos com carinho, amiga.

Janita disse...

Querida Rosa-Branca.
Obrigada pelas tuas visitas, pelas tuas palavras tão amigas e por seres sempre constante e igual na tua amizade.
Tentei saber do teu e-mail, logo após ler o teu comentário onde me fazias o convite para te visitar em Almada mas, a quem perguntei não me soube responder. Agora já ando a visitar os amigos e podes ter a certeza que terei o maior gosto em te conhecer pessoalmente. Vais ficar com o meu e-mail e quando surgir a oportunidade combinamos.
O poema é lindo mas...morrer de saudade é muito triste, ainda que seja em sentido figurativo.
Beijinhos com carinho.
Janita
fgmncf@gmail.com

Maria disse...

Simplesmente maravilhoso.
Beijinhos
Maria

as-nunes disse...

Gostei da poesia.
A rima é fluida e acompanha as emoções que se pretendem transmitir.

O tema impagável, simplesmente o retrato da vida no seu giro sensual e enleado!...

Uma camélia alva e sedosa como a "snowdown", com carinho
António

carlos pereira disse...

Poema de amor sublime, de uma beleza que contagia, que me emocionou de uma forma tão profunda.
Gostei imenso.
Um beijo.

tossan® disse...

Despi-me de todas as vaidades poéticas que me rodeiam para apreciar este belíssimo e rico poema. Falar de amor assim nem todos sabem fazer como você. Beijo

sonho disse...

Minha querida por vezes temos que nos despir de tudo o que nos faz mal...para nos sentir mos bem em nos...:)
Beijo d'anjo

Rosangela Colares disse...

Passei por aqui pra dizer que estou com saudades de voce poetisa.
Amei seu poema, como sempre.

Um grande abraço

Rosangela Colares

O Profeta disse...

...Quem sou
Nunca me encontrei na letra de uma canção
Nunca toquei duas notas seguidas em harmonia
Mas perdi-me às vezes na ilusão

Reencontrei-me com o amor
Amargura mora sempre com a razão
Um mágico nem sempre acerta
No seu golpe de mão

Mas fiz mil tentativas nesta viola
Nenhuma nota bateu-me certa
Sou um triste e patético tocador
Desta...Melodia Incompleta...

Doce beijo

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Há meu anjo lindo, eu quando meti aqui este poeminha sabia logo de inicio que só você o viria aqui comentar, então eu meti mesmo em sua homenagem. Obrigada meu amor de coração, porque sei que você é sem dúvida a pessoa que melhor o poderia entender te adoro linda.
Beijinhos de luz e muita mas muita paz

GRAÇA disse...

Tens selinho para ti
Muito bonito este poema,adorei
Beijinhos
Graça

A.S. disse...

Desnudaste a alma... pétala a pétala! Será ainda mais intenso o teu perfume!

Beijos!
AL