segunda-feira, 4 de junho de 2012

DEIXA-ME






























Deixa-me ser o queixume
Neste doce entardecer
Porque me rói o ciúme
De à noite eu te não ver

Deixa-me prender teu sorriso
Com laços de liberdade
Para quando for preciso
Eu o beber à vontade

Deixa-me abrir as janelas
Dos teus olhos a sorrir
Que eu estou presa nelas
E não me apetece sair

Deixa-me vestir teu corpinho
Com o meu sentir o meu ser
Para beberes deste vinho
Com loucura e com prazer

Deixa-me em ti lacrar
A doçura e os desejos
Para me os vires entregar
Numa missiva de beijos

Deixa-me, amar-te agora
Porque quando o Sol raiar
Eu não serei a aurora
Que tu vês ao acordar.

47 comentários:

Jorge disse...

Um belíssimo poema em que um misto de ansiedade e desejo se confundem num delicioso êxtase.
Abrs

✿ chica disse...

Linda poesia...Amor agora...beijos,chica

Lia disse...

Sabe.....Descobri que este seu espaço é a minha melhor terapia para os dias de mais desasossego e inquietude. Aqui mergulho nestas palavras de tão grande sentir, refresco minha alma e me sinto rejuvenescida para voltar á luta do dia-a-dia. Que bom poder fazer parte deste leque de pessoas que podem beber da sua escrita.
Bjs e uma optima semana.

LOURO disse...

Olá Rosa Branca!

Deixa-me,amar-te agora
Porque quando o Sol raiar
Eu não serei a aurora
Que tu vês ao acordar.

Belo e sublime este poema...Gostei!!!

Beijinhos de carinho e amizade,
Lourenço

Rita disse...

Deixa-me, amar-te agora
Porque quando o Sol raiar
Eu não serei a aurora
Que tu vês ao acordar.

Maravilhoso esse verso tem o nome da minha mãezinha Aurora, adorei o poema
abraços de boa tarde
Bjuss
Rita!!!!

edumanes disse...

Roseira branca, linda flor
Tuas pétalas perfumadas
Feliz nos braços do teu amor
Nas noites pela lua iluminadas!

Serás flor em botão
Prestes a desabrochar
Não queiras magoar teu coração
Deixa-o em liberdade poder amar!

Continuação de boa semana Roseira Branca,
um beijo em tuas pétalas perfumadas!
Eduardo.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Uma súplica...
Muito bem escrito como é habitual
em si e uma música que me agradou.
Pois é, amiga, concordo com o
seu comentário no meu intemporal.
Beijinho
Irene

Fernando Santos (Chana) disse...

Quando o sono vem chegando, fico feliz, pois sei que mais uma vez, irás voltar.
(Fernando Mauricio)

Cumprimentos

Mona Lisa disse...

"Cantas" o amor de um modo inconfundíel.

A saudade, dorida, de um amor nem sempre presente.

Beijos.

Kim disse...

Rosa-Roseira-Brava-Bravia
Tu és já a aurora que me vai acordando em cada verso, em cada estrofe.
um beijinho para ti

Ana Martins disse...

Lindíssimo, Rosa, gosto da musicalidade que tem tudo o que escreve.

Beijinho,
Ana Martins

MA FERREIRA disse...

ROSA BRANCA..BOM DIA!!!

LINDO SEU POEMA DE UM AMOR AUSENTE!
AUSENTE MAS PRESENTE NO CORACAO..

BEIJOS...E UMA LINDA QUARTA FEIRA!!

OBRIGADA PELO CARINHO EM MEU BLOG!!

Everson Russo disse...

Um belo poema apelo a deixar ser tudo que o amor sonha,,,deseja...enobrece...beijos de bom dia pra ti amiga.

Sonhadora disse...

Minha querida

Um doce e nostálgico poema de e ao amor,que adorei como sempre, sabes isso.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Lucia Costa Siqueira disse...

Oi
Querida
Vc é especial pra mim
Amo receber,vc tão sensivel comentar um trabalho meu,pra mim é um prêmio
Obrigado pelo carinho e gentileza
Um abarço carinhoso
Bjsss

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

EI SAUDADES ESTIVE AUSENTE POR UM BOM TEMPO MAS ESTOU RETORNANDO AOS POUCOS. E VIM VISITAR SEU CANTINHO E SABER COMO VC ESTAR E MATAR A SAUDADES!! E TBEM LHE DESEJAR UMA OTIMA NOITE CARREGADINHAS DE ENERGIAS POSITIVAS!!
BJOS DE LUZ
MARCIA

Suu Munizz disse...

Poesia belíssimaaaaa!
adorei o blog,poesias lindas,cheias de sentimento,muito bom conhecer teu espaço!
abraço e uma ótima quinta-feira,=)

© Piedade Araújo Sol disse...

belas quadras bem rimadas.

beij

edumanes disse...

Rosa vermelha sua cor
Rosa branca linda ser
Cada uma com seu amor
Sua mãe a roseira ser!
No jardim a morar
Onde um dia as viu nascer
Mais tarde a desabrochar
Onde floridas continuam a viver!

Bom feriado,
um beijo
Eduardo.

Flor de Jasmim disse...

Olá Rosa Branca
Lindo poema de amor!

Flor que tenho no meu cantinho é de um maracujá, faz-se num enleio enorme, coloco sempre uma flor do meu jardim no meu cantinho.

Beijinho e uma flor

Manuel disse...

Tanto nostalgia neste belo poema ao amor!
Belo e apaixonado.

jaime aus giruá disse...

Magistralmente lapidados
para cantar e encantar;
versos de amor impregnados,
Rosa que nos faz sonhar.

Foi muito bom te encontrar.
Abrçs

Vivian disse...

Olá,Rosa-Branca!

Linda poesia!
Versos que buscam o amor!
Beijos!
Bom final de semana!

Jota Effe Esse disse...

Que lindo poema, Rosa Branca. Obrigado por nos brindar com ele. Meu beijo.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Rosa!

Mas que linda confissão de amor, repassada de desejo e nostalgia.
Uma doçura de poema, e um prazer de leitura.

Beijinhos, boa semana

Vitor

:.tossan® disse...

Beleza de poema, assim vale a pena participar da blogosfera. Bj

Jorge Pimenta disse...

quando os desejos nos definem...

beijinho!

Nilson Barcelli disse...

Belíssimo poema de amor.
Gostei imenso, da primeira à última quadra.
Beijos, querida amiga.

Daniel Costa disse...

Rosa

deixa-me dizer: que suave e maravilhoso poema! "Porque quando o sol raiar / Eu não serei a aurora / Que tu vês ao acordar"; perfeito!...
Beijos

Mary disse...

Que lindo esse poema, o ciumes nos corroí, e a imaginação voa.
Beijos
Bom domingo
Mary

Everson Russo disse...

Um belo domingo e pra ti amiga e uma semana repleta de amor,,,paz,,,poesias e flores....beijos e beijos...

Maria Rodrigues disse...

Um poema simplesmente maravilhoso.
Bom domingo e uma semana maravilhosa.
Beijinhos
Maria

O Profeta disse...

Convido-te a conhecer um Homem de papel
Convido-te a olhá-lo num espelho de água

Bom fim de semana

Mágico beijo

O Profeta disse...

Convido-te a conhecer um Homem de papel
Convido-te a olhá-lo num espelho de água

Bom fim de semana

Mágico beijo

Janita disse...

Querida Rosa Branca, que essa tua bendita inspiração seja eterna e linda como sempre foi!
Este poema é uma prece de amor maravilhosa.
Ah, o ciúme! Esse grande causador de tanto sofrimento!!
Um beijinho com muito carinho, minha amiga.
Janita

SOL da Esteva disse...

Muita paixão e muito belas recordações.
Amei.

Beijos

SOL

Guma Kimbanda disse...

Querida amiga,

Deixei-me simplesmente levar embevecido.
Emoção que fica a pairar e que dificilmente poderia descrever.
- Lindo!

Beijo e kandandos a atravessar tanto mar

Antonio Carlos disse...

O deixa-se de ser entregue, belas palavras, parabéns, abraços.

ELAINE disse...

Rosa querida, passando pra ver como estás, saborear mais um pouco de teus versos e porque hoje estou reiniciando minha aventura no universo da blogosfera! A aventura do carinho, da amizade entre blogs e corações blogueiros! Blogs que vivem com alma, escrevem com o coração e para os quais o carinho e a preocupação dos amigos traz um bem e um conforto incomparáveis! Alimenta o coração e fortalece o espírito! Seja muito bem-vinda sempre! Amigos como você são um estímulo e uma inspiração! E é para quem posto e escrevo! Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo habitem nossos corações sempre! Abraço fraterno, saudoso e carinhoso!
Um início de semana iluminado!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Everson Russo disse...

Uma excelente semana pra ti minha amiga...paz e carinho sempre...beijos.

manuela barroso disse...

À chegada um lindíssimo bouquet!
E a beleza continuou no perfume e musicalidade desta poesia linda, linda como sempre.
Adorei este amor ciumento!Belo
Grande abraço!

Mena disse...

Lindo!

Bj

Rogério Pereira disse...

Deixo-te ser
fazer
tudo o que me pedes
no poema, poeta
Desde que me prometas
que não sejas escrava
desse meu deixar

BlueShell disse...

Olha...fiquei extasiada com a foto lá de cima...do "header"! Agora vou sair para ler o tetxo e usufruir da música...
Volto já,,,

BlueShell disse...

Realmente...que dizer de tanta ternura e de tanto sentir? Belo é pouco...intenso....delicioso poema...
Que maravilha! Obrigada...
BShell

CamilaSB disse...

O amor é o elixir da alma, é ele que nos faz sonhar e acreditar que a vida vale a pena...
Lindo poema de amor, gostei de passar por aqui! Um beijinho com amizade!

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

Meu amor talvez por motivos de saúde estes dois passaram-me em branco,
mas da brancura também se recebem lindas poesias porque só numa folha branca ela poderá ser escrita, beijos de luz.
PS:já publiquei o teu poema lindo como todos, beijinhos.